Estado e município criam plano de ação em caso de inundações em Macapá

 

Órgãos do Governo do Estado do Amapá e Prefeitura de Macapá elaboraram um plano de ação integrada entre os órgãos de defesa, assistência social e infraestrutura para os casos de inundações, enchentes ou ventanias no município. As medidas são para minimizar os riscos à população, causados por esses fenômenos. O plano de ação foi definido nesta segunda-feira, 17, durante encontro entre representantes dos governos municipal e estadual conduzido pelo Corpo de Bombeiros Militar (CBM/AP).
De acordo com o comandante-geral do CBM/AP, coronel Wagner Coelho, o Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá (Iepa) passará diariamente informações atualizadas à Defesa Civil que, por sua vez, em caso de alagamentos ou inundações, atuará com medidas de segurança e retirada da população dos locais de risco.

 


Em seguida, os órgãos de assistência atuarão no auxílio às famílias afetadas garantindo, quando necessário, abrigo e inclusão nos programas sociais disponibilizados pelos governos municipal, estadual e federal. Os órgãos de infraestrutura também entrarão com serviços de recuperação, limpeza e desobstrução dos locais atingidos.
Coelho explica que a intenção é que os órgãos estaduais e municipais atuem de forma integrada em seus planos de contingência. “Definimos a otimização dos recursos estaduais e municipais para fazer frente a possíveis ocorrências que envolvam chuva e ventania, eliminando qualquer tipo de risco e assistir os afetados”.


A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (Cedec), órgão ligado ao CBM/AP, vem monitorando os locais onde está sendo registrado um grande volume de chuvas nos últimos dias. De acordo com o órgão, só na capital existem cerca de 30 áreas de risco de inundação e alagamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *