Entenda como é feito o atendimento em caso suspeito de Coronavírus em Macapá

A Prefeitura de Macapá segue o protocolo recomendado pelo Ministério da Saúde para atendimento de casos suspeitos de Coronavírus. Cumprido pela Secretaria de Saúde de Macapá, o protocolo define critérios específicos a serem adotados em casos suspeitos da Covid-19.

 

Entenda como funciona:

 

A principal orientação, inclusive da Organização Mundial da Saúde, é que a população só deve buscar uma Unidade Básica de Saúde quando apresentar, principalmente, febre, associada a algum sintoma respiratório (tosse e falta de ar). Em Macapá, as UBS’s referências são: Lélio Silva e Marcelo Candia.

 

Se o paciente já apresenta esses sintomas deve informar, no primeiro atendimento, sobre a suspeita da doença. Já na etapa de triagem, o paciente é direcionado à uma sala isolada, onde recebe uma máscara e é feito o atendimento médico. A avaliação médica é o que definirá se o paciente atende aos requisitos de caso suspeito.

 

“O paciente que apresentar coriza, fique em casa. Se além de coriza tiver febre na temperatura maior que 37 e 38 graus, fique em casa em alerta, pois se além desses dois sintomas apresentar tosse e dificuldade respiratória, se dirigir à unidade básica”, destaca o médico Dr. Rassy Filho.

 

Se o médico considerar que está diante de uma definição de caso suspeito, que apresenta os sintomas há 7 dias, a recomendação é que seja feito um teste rápido. Mas se o paciente apresenta sintomas em tempo inferior há 7 dias, o médico, após análise clínica, pode direcionar o paciente para fazer o exame de escarro. Se o resultado for positivo para os exames será acionada a Vigilância Epidemiológica.

 

Quando o resultado do exame sair, se for positivo, as medidas de controle serão intensificadas, aliadas ao tratamento. Durante esse período, o quadro de saúde do paciente é monitorado pelas equipes de Vigilância Epidemiológica. Se o paciente apresentar sinais de gravidade, será encaminhado para atendimento.

 

Conforme os estudos, 80% das pessoas acometidas pela Covid-19 apresentam sintomas leves, apenas 20% agravam e, destes, 5% irão apresentar complicações, precisando de internação em UTI.

 

Como um teste rápido funciona?

 

Primeiro, há a coleta de sangue ou secreções do nariz e garganta do paciente. Isso precisa acontecer entre o sétimo e décimo dia do surgimento dos sintomas. A partir dessas amostras, é avaliada a presença de dois anticorpos: IgG e IgM. São as defesas que o organismo do paciente produz para combater um invasor – como o Sars-CoV-2.

 

“Vale ressaltar que o ideal para fazer o exame de Coronavírus é de 5 a 7 dias de sintomatologia, pois antes desse período o exame possui baixa sensibilidade, podendo resultar em falso negativo. Nesse período de pandemia, o mais recomendado é permanecer em casa”, frisa o médico.

 

Passo a passo do atendimento em casos suspeitos

 

– Se apresentar sintomas, o paciente deve buscar atendimento em unidades de saúde da rede pública ou privada.

 

– No primeiro atendimento, o paciente deve informar sobre a suspeita da doença.

 

– O paciente é direcionado à uma sala de isolamento, onde recebe uma máscara e aguarda atendimento médico.

 

– O médico avalia se o paciente atende os requisitos de caso suspeito e aciona a Vigilância Epidemiológica e Secretaria de Saúde.

 

– O Laboratório Central é acionado para fazer coleta de material da nasofaringe do paciente, com prazo de até 48 horas para o resultado.

 

– Durante esse período, o paciente é colocado em isolamento domiciliar e o quadro de saúde é monitorado pela Vigilância Epidemiológica.

 

– Em casos positivos, as medidas de controle serão intensificadas, aliadas ao tratamento do paciente em casa ou unidade hospitalar, de acordo com a gravidade do caso.

 

– Se o paciente estiver em casa e apresentar piora no quadro, a Vigilância providencia a remoção dele para uma unidade de urgência e emergência, para atendimento e tratamento com o estado.

 

Secretaria de Comunicação de Macapá

Cássia Lima

Assessora de comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *