En avant

O senador Randolfe Rodrigues (Psol-AP) agendou audiência com o embaixador francês no Brasil, para tratar sobre empresa de logística francesa que contraria os interesses do Amapá, favorecendo o estado Pará. O senador fez o convite ao governador do Amapá, Waldez Góes, para acompanha-lo na agenda.

Na ANP

Randolfe esteve nessa segunda-feira (8), em audiência com a Presidente da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Magda Chambriard, na sede no Rio de Janeiro. Eles conversaram sobre a instalação no Pará, e não no Amapá, da base operacional para a exploração da reserva de petróleo e gás na costa amapaense, decisão que causou grande descontentamento entre os setores envolvidos no projeto.

“Ficou decidido que vamos realizar, em parceria com a ANP, um seminário, em Macapá, com as empresas Total, British Petroleum e Petrobras para esclarecer todo o processo de instalação da base e da exploração do petróleo, o encontro ficou marcado para agosto”. disse Randolfe.

O senador também vai apresentar ao Ministério Público pedido de apuração sobre a legalidade dessa opção pelo estado do Pará.

  • É uma situação difícil de resolver politicamente. A empresa precisa de base com infraestrutura capaz de atender suas necessidades operacionais e tecnológicas.
    Não temos porto adequado, sequer aeroporto, muito menos heliporto. Não temos como oferecer estrutura de manutenção, nem serviços básicos, muito menos especializados. Não temos nada a oferecer e queremos que os caras venham para cá só pelo discurso político de ante-véspera de eleições. Vamos cair na real, minha gente. Nossos políticos nunca fizeram nada por esse estado, só se deram bem. Gastaram a grana do FPE de muitos anos e outras verbas que por aqui caíram. Agora Inês é morta, meninos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *