E a nobre Assembleia Legislativa segue produzindo escândalo


Viralizou nas redes sociais um termo de referência de licitação da Assembleia Legislativa, para serviços de internet.

E, pasmem! O termo de referência prevê colocar internet, por conta do contribuinte, na residência dos 24 deputados estaduais e de nove diretores da ALAP.

Alguns deputados utilizaram as redes sociais pra dizer que não sabiam dessa patuscada da direção da Assembleia Legislativa e que não querem internet de graça em suas casas.

O deputado Ericláudio Alencar, disse no twitter, que não quer internet da Assembleia Legislativa em sua residência. Disse que tem plano de internet pessoal, que paga com seu salário.

O deputado Paulo Lemos também utilizou o Twitter pra discordar e dizer que não aceitaria internet da AL

 

paulolemos

  • Nesse Brasil afora há de tudo quando se trata de uso indevido de dinheiro do contribuinte, mas aqui no Amapá acontece coisas que contando ninguém acredita. Desculpem os amapaenses honestos.

    • Depois de 70 anos de idade cheguei a conclusão; Se colocar politico ladrão na cadeia, não sobrará um honesto para ficar com as chaves. temos o exemplo do Deputado Eduardo Cunha que atirou pedras nos telhados, ignorando que seu teto é de vidros, Color na comissão de ética kkkkkkkkk baita piada.

  • Esse recurso de se ter em casa Internet vinculada à rede do órgão de lotação, já é prática antiga no MPAP e no TJAP. Quero ver revelar os contratos desses outros órgãos.

  • Tá Paulo Lemos eu também vou acreditar a partir de agora no coelhinho da pascoa, bicho papão, papai noel …..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *