Do Brasil Econômico

Mosaico Político :: Pedro Venceslau

Embalado, Psol mira Palácio do Planalto

Com a conquista de sua primeira capital, Macapá, o pequeno Psol começa a pensar grande. O partido que nasceu de um racha do PT e hoje faz oposição (à esq.) ao governo de Dilma Rousseff já pensa no Palácio do Planalto em 2014. Apesar de ser apontado como um dos presidenciáveis da legenda devido ao bom desempenho eleitoral que teve na eleição do Rio de Janeiro, o deputado estadual Marcelo Freixo disse à coluna que tem outros planos. “A disputa (municipal) de 2016 é o meu objetivo. Não existe a menor chance de uma disputa presidencial.” Questionado sobre qual seria o nome mais forte da legenda para encarar a tarefa de enfrentar Dilma Rousseff, Aécio Neves, Marina Silva e — quiçá — Eduardo Campos, Freixo não pensa duas vezes. “O senador Randolfe Rodrigues.” Eleito no pleito de 2010 pelo Amapá, Randolfe foi o principal articulador da campanha vitoriosa do Psol com Clécio Luís na capital do estado.

  • Quando eu era menino, uma das brincadeiras era a perna de pau. Pra não cair feio, a gente começava com uma pequena altura até ir dominando a técnica e sair como um gigante, rua fora.

  • NÃO RANDOLFE. QUEREMOS VOCÊ COMO GOVERNADOR DO AMAPÁ PARA TERMINAR DE VEZ COM AS LIGARQUIAS GÓES/CAPIBERIBE.DEIXE A PRESEIDENCIA PARA DEPOIS. VOCÊ É JOVEM E TERÁ TEMPO DEPOIS. MAS AGORA O AMAPÁ PRECISA DE VC.

  • O PSOL precisa crescer nacionalmente e o senador Randolf é muito bem avaliado. Nesse raciocínio, porque não a presidencia em 2014?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *