Do bombado Site do jornalista Correa Neto

Do bombado Site do jornalista Correa Neto
Calote do governo desemprega trezentos
O empresário Odilon Filho, proprietário de uma empresa que fornece alimentação para diversos setores do  Governo do Estado,  confirmou hoje, quinta-feira, em entrevista  ao programa “Tribuna da Cidade” a demissão  de trezentos e quatro funcionários.
Odilon disse que trabalha no ramo de fornecimento de alimentação para o Governo do Estado incluindo unidades hospitalares e prisionais há mais de vinte anos, e que hoje a situação ficou insustentável.
– “Não tenho como continuar, muita gente pensa que eu sou milionário que agüento qualquer crise, mas para manter toda esta estrutura tive que sacrificar outros negócios que tenho fora do estado, não tenho como suportar”, desabafou.
Ainda hoje pela manhã, Odilon foi à  Delegacia do Trabalho para pedir um parcelamento no valor das indenizações dos funcionários que foram demitidos. Após participar do programa de rádio, não quis conceder entrevista a nenhum outro veiculo, alegando estar muito abatido por ter que tomar tal atitude.
Odilon Filho é um dos empresários caloteados pelo  Governo do Estado. Só de refeições fornecidas para a Penitenciária do Estado, o Governo lhe deve R$ 16 milhões, e desde dezembro nenhuma fatura foi paga. Ainda assim, não há notícias de que a empresa tenha mandado suspender o fornecimento de refeições para o Presídio, o que seria desastroso.
Para agravar ainda mais, a Justiça decretou o arresto de bens de Odilon, para o pagamento de dívidas com fornecedores.
Como a de Odilon Filho existem muitas outras empresas que trabalharam para o governo do Estado, mas não  foram  pag. A quebra de uma empresa de entrega de alimentos pode marcar o início de uma quebradeira geral, entre os que trabalharam e não receberam.

  • Esse é o Amapá do futuro. Sem recursos da União, que estão minguando e vão ter sua maior diminuição no final de 2012, já decretado pelo STF. E sem arrecadação capaz de suprir seus custos, sem pensar em investimentos. Um Estado sem geração de riqueza, sem produção de nada. Somos apenas um grande polo de consumidores bem pagos pelos recursos da União. Somos o Estado do “já teve”. Somos uma economia de salários. No futuro que se avizinha, nem isso.

    • É Sr. Zema, parabéns por insistir nessa tecla aqui. É uma tecla na qual nenhum dos grupos postulantes ao poder (O Amapá é plural, todos eles já experimentaram opoder!), e muitos dos desprovidos de dignidade que comentam aqui, em nome dos bons empregos eletivos de seus familiares, toca. É a moeda de troca que vem alimentando o cinismo político generalizado. Mas não há arvore de dinheiro. É mesmo para temer pelos filhos e netos, preocupação que o sr. já esboçou. Parabéns!

  • A falência de uma empresa do porte como a do Odilon vai causar um desastre em termos de desemprego e por consequência na economia do Estado. Tudo isso devido ao efeito “dominó”, pois outras empresas fornecedoras do Odilon também vão no mesmo caminho: A FALÊNCIA!!! é muita irresponsabilidade do governo, atual e anterior, diga-se Waldez Góes, ou grupo Harmonia. Se eu fosse o Odilon suspenderia o fornecimento de alimentos para o IPEN, pra ver o circo pegar fogo.

  • Este é o reflexo do Desgóesverno deixado com herança ao PP que por sua vz dar continuidade, resultado: Desemprego, Alto indice de violência, prostituição, caos na Saúde …. Povo Amapaense!! As eleições estão as portas, é hora de mudança !Ou muda-se se fica na “mesmice” vendo pais de familia indo pra rua por incapacidade de governar. Ou algém já esqueceu os 200 milhões ROUBADOS da Educação??

  • Se o Odilon quebrou, imagine o resto. Esse é o resultado de 8 anos do governo Waldez. E o Waldez dizia que era amigo e parceiro dos empresários, e a reciproca era verdadeira. Imagine essa parceria Caracú.

  • e ainda tem nego que defende o Waldez, dizendo que o ajudou muitas famílias, e que tem muita moral, plo amor do nosso Amapá, vamos dar a resposta nas urnas, detonando com esse grupo da harmonia, fora PP, JHORGE, E O FILHOTE DO SARNEI(LUQUINHAS)

  • É preocupante a situação do Estado,o WG deve explicações a população, assim como seus aliados, inclusive membros da imprensa, que foram conivente nos últimos anos. Se tivéssemos uma imprensa combativa e independente teríamos um equilíbrio. Outro que é mais culpado é o judiciário, este ajudou a continuidade do que hoje reflete na maioria da população, ou seja, os trabalhadores das empresas tercerizados e construção civil. Esse Senhor que hoje é candidato a uma vaga no Senado deveria pedi desculpas aos amapaenses e se retirar da política, pois demonstrou que não tem pulso paga gerir recursos públicos, tendo em vista que ced com facilidade os apegos dos aliados. Resultado milhionários, pobres e quebradeira geral. Só o Estado perde, o futuro é incerto e inseguro.

  • enquanto isso, o teatro com fogos e promessas, peculiar do grupo da harmonia continua. Em Santana, após o PT do Prefeito Nogueira ter feitos inserções na tv criticando o governo estadual por esquecer aquele município no que tange ainvestimentos, Pedro Paulo anunciou no superfácil daquele municipio um investimento de 13 milhões em saneamento, etc e tal… Disse na maior cara de pau que era dinheiro do PAC. Tentou passar a imagem para o cidadão que era o Estado que estava alocando dinheiro para as obras. Aliás, isso é muito comum no governo da harmonia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *