Eleições para senado no Amapá. Oito nomes, até agora, se colocam para a disputa

A disputa para a única vaga de senador nas eleições de 2022 no Amapá, promete fortes emoções e debate intenso, tanto no campo ideológico, como em relação a trabalhos feitos, no surgimento de novas lideranças e no palanque formado em torno dos candidatos ao governo e a presidência da república.

Veja os nomes que estão colocados, hoje, 16.01.22.

Davi Alcolumbre – Senador, ex-presidente do Congresso Nacional e presidente da CCJ. Davi vai à reeleição. Na eleição estadual Davi estará no palanque de Clécio Luis. Nacionalmente, só o tempo dirá.

 

Damaris – Ministra do governo Bolsonaro, seu nome surgiu ontem na imprensa nacional. Não podemos duvidar, uma vez que, vários ministros de Bolsonaro devem disputar vagas por estados diferentes dos seus em busca de imunidade parlamentar e da tentativa de Bolsonaro de nacionalizar a eleição para o senado no Amapá, pela envergadura nacional conseguida pelos senadores do Amapá Davi Alcolumbre e Randolfe Rodrigues (que tem mandato até 2026).

João Capiberibe – Ex-prefeito, Ex-senador e ex-governador, Capi vai mais uma vez à disputa eleitoral. Ainda não tem um palanque pra chamar de seu. Nacionalmente deve ir com Lula.

Pastor Guaracy – Bolsonarista do campo evangélico, Guaracy já tenta há algum tempo ter um mandato no Amapá.

Alzira Nogueira – Assistete Social. Servidora do Ministério Público e militante dos movimentos sociais, nome de Alzira aparece como pré-candidata ao senado pelo PSOL.

Franscisca Favacho – Seu nome também apareceu esse dias. Ex-deputada estadual, é uma das principais mobilizadoras nas campanhas de seus filhos Junior Favacho, deputado estadual e Acácio Favacho, deputado federal.

Waldeir Ribeiro – Diretor-superintendente do Sebrae. Está com seu nome colocado para ser o candidato a senador  na chapa de Jaime Nunes.

Sueli Pini – Desembargadora aposentada, ela se filiou esses dias ao PRTB, para se candidatar ao senado e posou para fotos fazendo “arminha”, deixando claro que estará no apoio a Bolsonaro.

  • Meu voto será pra nomes diferentes. Chega de família capiberibe, favacho e valdez. Agora é a hora de mundanos esse cenário político.

  • Sinto-me envergonhado em ver a imagem de uma senhora que já ocupou o maior cargo (desembargadora) da magistratura do Estado, demonstrar postura medíocre, imoral e imbecil. Arma???!!!!!! Que coisa feia e ainda quer ser Senadora. Dê exemplo digno aos mais jovens!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.