Davi entrega veículos para limpeza sanitária de municípios do Amapá

 

Acompanhado do ministro Marinho, presidente do Congresso participou da cerimônia que marcou a entrega da maior frota mecanizada da história do Estado._


Em Macapá nesta sexta-feira (5), o presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (Democratas-AP), realizou, no Parque de Exposições, a entrega oficial de 145 veículos, adquiridos com recurso parlamentar, no valor de R$ 46.574.779,00. A frota foi distribuída em 14 dos 16 municípios amapaenses.

Trata-se do o maior investimento público já feito em mecanização para o Amapá, e que será extremamente necessário para a limpeza e manutenção das cidades neste momento de pandemia.

A cerimônia contou com a participação do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho; do governador do Estado, Waldez Góes; e dos prefeitos dos municípios de Oiapoque, Amapá, Vitória do Jari, Pracuúba, Porto Grande, Tartarugalzinho, Mazagão, Itaubal, Calçoene, Cutias, Pedra Branca do Amapari, Serra do Navio, Laranjal do Jari e Ferreira Gomes.

Davi explicou que esse projeto começou a ser idealizado ainda em 2019, de forma gradual, por meio da Secretaria Nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Regional e Urbano. Parte da frota começou a chegar em março deste ano, logo quando foram registrados os primeiros contágios do coronavírus no Brasil.

“Desde o ano passado, estamos trabalhando nesse projeto, que foi formulado exclusivamente para reduzir gastos das nossas prefeituras e para atuarmos diretamente na conservação das nossas cidades. A frota chegou na hora certa, no auge da grave crise, e justamente para ajudar a combatê-la, ofertando mais saúde pública e dignidade ao nosso povo, que tanto precisa, neste momento, de ações efetivas de limpeza e saneamento”, afirmou o presidente do Senado.

Ao todo são 145 unidades de máquinas pesadas, sendo 61 caminhões (19 compactadores de lixo, 14 tanque-pipas; 14 caçambas trucado e 14 caçambas toco); 14 motoniveladoras, 28 tratores agrícolas, 14 tratores esteiras, 14 retroescavadeiras e 14 pás carregadeiras. Por já possuírem frota própria, Macapá e Santana não foram incluídos.

*Assessoria de Imprensa*
Davi Alcolumbre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *