Curtas

Seminário Cidades Eficientes

O mandato do Senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) em parceira com a Caixa Econômica Federal e apoio da Associação dos Municípios do Estado do Amapá (AMEAP) realiza na próxima sexta-feira (01), às 14h, o seminário “Cidades Eficientes: como captar recursos e desenvolver cidades”. A palestra principal será ministrada pelo Secretário de Relações Institucionais, sub-chefe adjunto da Presidência da República, Olmo Xavier. Todos os prefeitos e secretários dos 16 municípios do Estado estão convidados. O Seminário será realizado no Auditório da Caixa, na Av. Pedro Lazarino, no Buritizal.

Caesa implantará sistema de leitura e entrega simultânea de conta
A partir do dia 4 de março, os usuários do serviço da Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa), em Macapá, receberão as contas de consumo por meio do novo sistema de leitura, emissão e entrega simultânea.

O sistema permitirá que em menos de um minuto a leitura do consumo seja realizada e os dados sejam impressos na frente do consumidor, possibilitando ainda a chance de conferir as informações sobre o consumo.

Promotoria da Cidadania recomenda matrícula dos candidatos aprovados na UEAP

Com o intuito de garantir o livre acesso ao ensino acadêmico e a educação universitária, o Ministério Público do Estado do Amapá, por meio da Promotoria de Justiça da Cidadania de Macapá, emitiu Recomendação ao reitor da Universidade Estadual do Amapá – UEAP, para que efetive a matrícula de todos os candidatos não concluintes do ensino médio aprovados no processo seletivo daquela instituição.
No entanto, o documento ressalta a condição de apresentação futura do certificado de conclusão do ensino médio dos vestibulandos, a ser assinalada em prazo razoável depois do término do ano letivo do ano 2012, este prejudicado em razão da greve dos professores da rede estadual e em fase final para os primeiros meses do ano de 2013.

 

  • Com a palavra o Sindicatos dos Professores.
    Será que eles tem filhos estudando na rede pública do Estado e se deparam com esta situação vergonhosa.
    Ser educador público neste Brasil é assim mesmo o salário é pouco e não é o Estado do Amapá que vai pagar um salário melhor aos educadores.
    O Amapá não tem recursos suficientes para bancar um salário digno aos educadores por absoluta falta de verba.
    Se aumentar salário dos educadores tem que elevar também das outras categorias funcionais que atuam servindo o Estado.
    Não adianta fazer cálculos como o Professor Chelala faz porque não vamos chegar a lugar nenhum.
    Chegaremos sim a um estágio de greve e nada mais.
    Eu pessoalmente cansei, mudei da educação e estou fazendo área tecnológica é mais rentável.
    Cansei de reclamar … todos estamos cansados e desiludidos com a educação neste Brasil.
    Já pulei do barco de servidores da educação graças a Deus.

  • Gestão séria sempre dá bons frutos, mesmo enfrentando dificuldades. Há uns seis anos, os moradores do Alvorada passaram uma noite de Natal sem água pra tomar banho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *