Covid-19: pesquisa revela que 81% da população considera de extrema importância isolamento social decretado pela Prefeitura de Macapá

Uma pesquisa, encomendada pela Prefeitura de Macapá ao Instituto Opinião, revelou que 81% da população da capital amapaense aprova as medidas restritivas para combater o Covid-19. Entre elas o isolamento social e o fechamento de estabelecimentos comerciais que não se encaixam como essenciais à população.

Segundo a pesquisa, somente 10,17% dos entrevistados, ao serem perguntados, concordam com a volta do funcionamento do comércio, independentemente do risco à saúde; e 27,68% discordaram totalmente.

No quesito estar bem informado sobre as decisões tomadas pela prefeitura no combate ao Coronavírus, 86,25% dos entrevistados responderam que sim e 12,89% que não. Ao todo, 708 pessoas foram ouvidas em 10 regiões da zona urbana da capital, entre os dias 2 e 5 de abril. A estimativa de erro é de 3,68%, com 95% de confiabilidade.

Desde o começo da pandemia, o prefeito Clécio Luís tem enfatizado a importância do isolamento como forma de prevenir o contágio. “Quando a pessoa fica em casa, ela não fica exposta ao risco de se contaminar, uma vez que este vírus está circulando. Ficar em casa é uma forma de se resguardar e se manter em segurança”, considera.

A ponderação segue a opinião de inúmeros especialistas e da Organização Mundial da Saúde (OMS), que afirma que este comportamento é o único capaz de reduzir a propagação do contágio. No último dia 24, o prefeito manteve o decreto que determina que estabelecimentos comerciais permaneçam fechados e que apenas funcionem os essenciais para as necessidades diárias da população, como supermercados, mercantis, farmácias e postos de gasolina. Os serviços de transporte coletivo também foram mantidos, tendo que obedecer às regras de higienização.

Com relação aos cuidados pessoais, acima de tudo está a higiene das mãos, que devem ser lavadas frequentemente com detergente ou sabão. O uso do álcool gel ou álcool 70 é outra forma eficiente de higienização. No supermercado ou estabelecimentos que trabalham com produtos alimentícios, a distância de 1,50 metro de uma para outra deve ser mantida e o cumprimento com aperto de mãos está vetado. Mesmo assim, ao chegar em casa, de qualquer lugar, a higienização deve ser feita.

Na opinião dos especialistas, ficar em casa é a melhor forma para evitar a disseminação do Covid-19, que está passando por seu pico de contágio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *