Conversa pra boi dormir

A prefeitura de Macapá não vem repassando aos bancos o dinheiro dos empréstimos consignados que desconta dos servidores municipais.

Pilhada e denunciada pelo Ministério Público Estadual, a PMM vem agora justificar dizendo que: “reivindica dos bancos instalados na capital o pagamento de tributos na ordem de 100 milhões de reais em impostos decorrentes principalmente das operações de crédito, baseado em jurisprudência do STF”.

Uma coisa é uma coisa. Outra coisa é outra coisa.  Se a PMM entende que os bancos devem impostos, ela deve cobrar, colocá-los ma dívida ativa e fazer tudo o que deve ser feito legalmente.

Mas não pegar o dinheiro do servidor e não repassar ao seu credor. O empréstimo é do servidor com o banco.
Os barnabés municipais, coitados, estão com nome sujo no Serasa, apesar de terem honrado suas dívidas.

O nome disso é apropriação indébita.

Modus Operandi do PDT governar. Fez a mesma coisa quando governava o estado.

 

  • Ontem ouvi a explicação do representante da PMM no Café com Notícia. É brincadeira mas parece q querem nos tratar como idiota, uma coisa não tem nada a ver com outra.

    • PODE, as pesquisas estão ai p/comprovar,os “barnabés” que gostam de sofrer e dar mordomias p/os playboys e patricinhas que lotam a PMM e pq não dizer o GEA tb,pronto falei.

  • Quero ver a a “Harmonia” sobreviver sem a prefeitura. As patricinhas e os playboyzinhos terão que procurar outra fonte de renda. Os contratos administrativos e as assessorias ficarão escassos.

  • SERÁ SE É SÓ NA PREFEITURA DO PDT QUE ACONTECE ISSO ?
    ALGUEM QUE COMENTOU AI FOI ONTEM NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA ? ORA ORA, PARECE QUE NO GOVERNO ESTADUAL TA TUDO LINDO !
    ONTEM NA AL FOI LIDO MAIS UM PEDIDO DE DE IMPEACHMENT CONTRA CAMILO CAPIBERIBE, DESTA VEZ “(…)Camilo Capiberibe retém de maneira indevida os repasses constitucionais (IPVA, ICMS e ISS) e vem causando incalculáveis prejuízos a administração do município de Macapá” (trecho do texto lido ontem na AL)

  • Quando o governo Lula criou o tal do “empréstimo consignado”, em conversa com amigos, apostei que duas desgraças aconteceriam, a primeira seria o servidor se tornar um devedor até a alma e a outra seria a praticada pela Prefeitura de Macapá. Agora, alegar que o banco deve à Prefeitura é uma forma sórdida e mesquinha de se apropriar do que não lhe pertence. Os valores referentes aos pagamentos dos empréstimos são do banco, sim, e a Prefeitura deve repassá-los incondicionalmente. O banco e os servidores devem recorrer à Justiça para verem restabelecida a segurança da relação, constitucinalmente assistida, entre as partes, onde a Prefeitura é mera repassadora das quantias.

  • Pior do que isso é ter esse individuo liderando as pesquisas com 33% da população de Macapá querendo sua permanência!!! Pergunta-se: seriam estas pessoas da mesma índole do postulante? seriam estas tão idiotas ao ponto de se deixar enganar? seriam pessoas com interesses meramente pessoais? imagino que tenha um pouco de tudo isso, o que, de toda forma, é trágico!!!

  • Pois é, e que a bomba financeira exploda nas mãos do substituto!!!!
    Tem gente que se ofende quando atinge seu ídolo político! Será que tens rabo preso também zé ruela?!?! Temos que ser racionais e parar de atuar como advogado do diabo!!!Seja qual for o gestor, não defendo cor nem nomes, a meu ver ladrão é ladrão.
    Deve ser punido pelos seus atos!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *