Contrato de $ 7.650.000 (sete milhões, seiscentos e cinquenta mil reais), com a empresa INFOMANAGER LTDA denunciado pelo MP

Ação civil pública proposta pelo promotor de Justiça do Patrimônio Público Luiz Marcos da Silva, perante o juízo da 4ª Vara Cível da Comarca de Macapá tramita no Tribunal de Justiça, que, após a Operação Eclésia, estendeu às ações de improbidade administrativa o foro privilegiado aos deputados estaduais, normalmente só aplicável nas ações criminais.

A ação trata da contratação superfaturada de serviços de digitalização de documentos pela Assembleia Legislativa, em um contrato de R$ 7.650.000 (sete milhões, seiscentos e cinquenta mil reais), com a empresa INFOMANAGER LTDA.

A ação pede a condenação dos deputados Moisés Souza e Edinho Duarte, da empresa INFOMANAGER e outras três pessoas por atos de improbidade administrativa, cuja pena inclui a perda da função pública e o ressarcimento do dano ao erário, entre outras sanções.

A empresa INFOMANAGER também está sendo investigada pelo Ministério Público do Estado de Rondônia por ilícitos praticados no âmbito da Assembleia Legislativa daquele Estado.

Durante a Operação Eclésia, promotores de Rondônia estiveram no Amapá para obter o compartilhamento das provas obtidas na busca e apreensão, com o fim de instruir as investigações em curso no MP/RO.

 

SERVIÇO:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá

 

  • Nos anos de 2009 e 2010 essa empresa também fechou contrato super faturada
    com a delegacia geral de policia civil e secretaria de estado da administração

  • Continuo acreditando em uma “Revolução” Administrativa no Estado do Amapá. É muito dinheiro pra alguns poderes. Gostaria de saber como é que é feita toda essa química de distribuição financeira. Pelas barbas do Planeta Júpiter, afinal, aonde chegaremos?

    • Daqui a alguns dias, começa nova discussão da LDO para 2013, vamos vê quem vai querer mais e pra quê?

  • O MP tem que investigar o surpreendente crescimento financeiro de empresas em macapa (laranjas), empresas que tinham uma loja pequena e derrepente começa a comprar terrenos e construir predios no centro. todos sabem quem sao os verdadeiros donos.

    • Com certeza todos sabem mesmo quem são os donos do pedaço agora!!! ora ora me estranha muito alguém que é do lado do governo, delatando os capiberibes…

    • Facamos o mesmo com o atual governo, que mascara o dinheiro e tira do povo a dignidade! não sejam hipócritas e nem sejam baratas…sejam humanos pois só quem é cego que não vê, se n me falhe a memória a então conselheira raquel capiberibe junto com a su tropa tbm estava envolvida na operação mãos limpas…pra vê como são todos hipócritas e mentirosos…NA VERDADE A UNICA COISA QUE MUDA É A COR DA BANDEIRA PQ OS CANALHAS SÃO OS MESMOS.

  • E para completar essa informanager continua usufruindo seu trabalho no estado, hoje ela se chama ustuleis legal mas sua representante ainda continua sendo Rita de Cássia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *