Com cenário de queda nos números de COVID, governo flexibiliza medidas no Amapá

O governador, Waldez Góes, assinou nesta segunda-feira, 2, o decreto que flexibiliza as medidas de enfrentamento à covid-19 diante de um cenário de queda nos números da doença no Amapá.A decisão foi tomada em conjunto com as prefeituras e o Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (Coesp), que aponta o estado na classificação amarela – de risco baixo para o novo coronavírus, assim como queda nas taxas de retransmissão (Rt), óbitos e ocupação de leitos. As regras entram em vigor na terça, 3, e valem por 15 dias.

Documento detalha o retorno gradual das aulas presenciais, entre outras ações. Regras entram em vigor na terça, 3, e valem por 15 dias.

Aulas presenciais

O decreto autoriza a retomada gradual das aulas presenciais para alunos do 2º, 5º e 9º anos do Ensino Fundamental, e para alunos do 3º ano do Ensino Médio. As atividades presenciais nos polos do programa Amapá Jovem também ficam autorizadas.

Serviço Público

Fica autorizado também o retorno das atividades presenciais em órgãos da administração pública direta e indireta e autarquias, das 8h às 14h, seguindo as recomendações do Coesp, em anexo ao decreto.

Outras atividades

Eventos sociais e corporativos podem funcionar com público máximo de 200 e 300 pessoas respectivamente, das 7h às 23h30, permitido o consumo de bebida alcoólica e vedado pistas de dança. O horário de funcionamento dos supermercados, atacarejos, assim como de shoppings centers foi estendido, agora de 10h às 22h. Igrejas e templos religiosos também tiveram o horário de funcionamento ampliado, agora até às 22h30, com lotação máxima de até 300 pessoas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.