Coluna Café com Notícia

Por Márcia Corrêa e Ana Girlene

 

Greve na Justiça Eleitoral

 

O Sindicato dos Servidores da Justiça Eleitoral, reunido em assembleia geral, aprovou a paralisação dos trabalhadores a partir desta segunda-feira (03). Após a decisão, o coordenador regional do sindicato, Augusto Bessa, reuniu-se com o presidente do TRE, desembargador Raimundo Vales, e comunicou que respeitará o mínimo constitucional para a manutenção dos serviços. Eles alegam que as perdas salarias, só com a inflação, chegam a 30% desde 2006. Dentre as reivindicações destacam-se: plano de cargos e reajuste salarial.

 

Pauta de julgamentos

 

Devido o feriado de 07 de setembro, as sessões Tribunal Regional Eleitoral – TRE previstas para terça e quarta-feira desta semana, acontecerão nesta segunda (03). Na pauta, três recursos de candidatos enquadrados na Lei da Ficha Limpa. A prefeita de Pedra Branca, Socorro Pelaes, o vereador de Macapá Luizinho Monteiro e José Luiz Nogueira, vereador em Santana terão seus recursos analisados. Embora, possam concorrer na condição de sub judice, caso sejam condenados, é provável que alguns joguem de vez a toalha.

 

Combate à lavagem de dinheiro

 

Em breve o Amapá contará com importante instrumento de combate à corrupção: um Laboratório de Tecnologia Contra Lavagem de Dinheiro (Lab-LD). O recurso é do Ministério da Justiça com contrapartida do Ministério Público, e a previsão é que seja instalado já no próximo ano. Esta é a segunda etapa do processo de enfretamento aos crimes associados à corrupção, denunciados com frequência aqui no Amapá. Os promotores passaram por curso de capacitação realizado no primeiro semestre e agora organizam a estrutura necessária para receber o laboratório.

 

Perturbação no Largo dos Inocentes

 

A presidente da Confraria Tucuju, advogada Telma Duarte, fez barulho durante a semana para chamar atenção da sociedade e alertar o poder público da ameaça ao patrimônio histórico da cidade, em razão do aumento no fluxo de veículos leves e pesados no entorno do prédio mais antigo de Macapá, a Igreja de São José. Telma até tentou, sem sucesso, impedir o trafego atrás da igreja, isolando o Largo dos Inocentes. “A igreja não é tombada pelo patrimônio histórico, mas agora corre o risco de tombar, literalmente”, disparou a confrade.

 

Mais um caso de corrupção

Inquérito policial instaurado pelo Núcleo de Combate a Corrupção da Policia Civil detectou que a empresa de informática Informaneger, contratada em 2009 para digitalizar toda a documentação produzida pela instituição, recebeu sem prestar o serviço. Perícias realizadas demonstram que a PC pagou R$ 2.148,044,31, mas a Informaneger executou apenas 16% do contrato. Estima-se que, só nesse caso, o prejuízo tenha sido de R$ 1,8 milhão. As informações foram repassadas pelo delegado geral de polícia, Tito Guimarães, no Café com Notícia.


Repertório Pessoal

 

Esse é o nome de um dos quadros do programa Café de Domingo, que estreou no próximo dia 02, de 09:00 às 12:00, na Diário FM. A primeira convidada do quadro foi a empresária Danieli Scapin, que selecionou sete músicas que marcaram a sua vida para contar sua trajetória. O quadro revela, através da trilha musical, o lado mais intimista dos convidados. Noutro quadro, “Eu vim de lá”, o convidado que veio de longe e adotou o Amapá como morada, conta o que deixou pra trás e o que encontrou aqui. O primeiro foi o desembargador Raimundo Vales, presidente do TRE-AP.

Café pingado

À luz do dia

Assaltos à mão armada e à luz do dia se tornaram corriqueiros no bairro Morada das Palmeiras. Gente humilde é roubada e perde o dinheiro da diária, a bicicleta e o celular barato, mas único meio de se comunicar a distância. O pior que todo mundo por lá sabe que os meliantes integram uma tal gangue dos “moleques do posto”, formada por adolescentes e garotos que moram nas proximidades do posto de saúde do bairro Brasil Novo, que fica do outro lado da rodovia. Será que só a polícia não sabe disso?

Operação Isaías

Deflagrada em 2006, a Operação Isaías ocorreu simultaneamente no Amapá, São Paulo, Santa Catarina e Pará. O objetivo era desarticular o esquema ilícito de emissão e comércio de ATPFs, por funcionários do IBAMA, para favorecer a venda irregular de madeira. Servidores, empresários e pessoas ligadas a madeireiras terão de devolver aos cofres públicos mais de R$ 3 milhões. A sentença, proferida este mês pela Justiça Federal, resulta de ação do Ministério Público Federal no Amapá (MPF/AP).

Mais negócios e menos firula

 

Essa é a intenção do governo do estado com a realização da 49ª Expofeira, aberta na última sexta-feira (31) no Parque de Exposições da Fazendinha. Com volume de negócios superestimado e pouco esclarecido, mas com custos muito elevados nos últimos anos, o evento deve ser mais focado na realização de diálogos bilaterais entre o Amapá e países fronteiriços, com perspectivas de futuros negócios. Guiana Francesa, Suriname e a Guiana (antiga possessão inglesa), confirmaram presença.

  • Noticias boas p/reflexões em tempos de eleições. As que se referem a corrupção então,é um prato cheio e bom p/quem quer apostar em mudanças.”O custo da corrupção” escrito por Chelala, nos leva à estas reflexões.Tá na hs de apostar-mos no “novo” ou nas “parcerias”,pq de “mãos limpas” (ou é sujas?),já estamos cansados.Não creio que o povo deste estado ainda vá apostar no retrocesso.Papuda neles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *