Coluna Café com Notícia

* Ana Girlene

Girlene-CIMG7951

 

 

 

 

 

Frase da coluna: “A sociedade que aceita qualquer jornalismo não merece jornalismo melhor.”

(Alberto Dines)

Marketing

O publicitário paraense Orly Bezerra foi um dos destaques do workshop de Marketing Político realizado no sábado (12), em Macapá. Orly traz na bagagem importantes vitórias na carreira, como a que tornou Jatene o atual governador do Pará e o sucesso no plebiscito pela divisão do Estado vizinho, quando emplacou o NÃO, vencendo Duda Mendonça. Na mensagem, duas orientações: marketing não faz milagre; e, não insistam, eleitores rejeitam baixarias e ataques pessoais. #ficaadica

Lado

Marcivânia Flexa (PT) continua afiadíssima quando o assunto é a manutenção da aliança PT/PSB no Amapá. Radicalmente contra, faz duras crítica ao GEA e diz desconfiar da “neutralidade” do governador no processo eleitoral.  “Não existe neutralidade na política. Você tem que ter lado. Não acredito na neutralidade de Camilo nas eleições presidenciais. Eu vou apoiar alguém que apoie a presidenta Dilma”, disse em entrevista ao Café com Notícia.

Suicídio?

Marcivânia deixou claro que, independente da decisão do grupo majoritário do PT no Amapá, não apoiará Camilo (PSB) na sua caminhada pela reeleição.  “De repente, o PT está indo para o suicídio e eu não sou obrigada a apoiar isso. O PT é um partido grande, mas se apequenou na relação com o PSB”, criticou. Sobre a gestão de Robson Rocha (PTB) em Santana, emplacou: “É um governo perdido”.

Explodir

Elias Rodrigues, presidente do Sindicato dos Policiais Civil do Amapá (SINPOL), avalia que a polícia judiciária do Estado virou uma grande panela de pressão, prestes a explodir. “Nós estamos chegando no limite porque começamos há três anos uma negociação com o atual governador, aliás, bem antes, quando ele ainda era deputado estadual e não conseguimos avançar no diálogo”, disse ao Café.

cafe-Elias Araújo

 

 

 

 

 

 

Abandono

O desequilíbrio salarial na Polícia Civil é gritante. “Nos oito anos do governo de Waldez Góes, os delegados tiveram aumento de 244% e os agentes e escrivãs apenas 13,7%”, comparou Elias. “Mas, a questão salarial não é tudo. As condições de trabalho são insuportáveis. São delegacias caindo, com fossa aberta, banheiros insuportáveis, prédios do antigo território, criados para atender dois bairros e hoje respondem por 60 bairros”, exemplificou. A próxima Assembleia Geral da categoria será dia 25.04, na sede do SINPOL.

Justiça

A nova desembargadora do TJAP, Stella Ramos, revela-se antenada ao desejo da sociedade em ter as instituições públicas cada vez mais próximas e acessíveis. “Eu aprendi a ser juíza dentro do presídio, onde atuei por dez anos. Faço minhas as palavras do desembargador Carlos Tork, e onde o tribunal precisar se abrir para a sociedade, estaremos à disposição”, garante. Sobre o chamado ativismo político, diz evitar manifestações individuais e busca apoio no colegiado para formar suas opiniões. “Não há como fugir dos temas polêmicos, mas tenho como norte sempre a nossa Constituição Federal”,acrescenta.

Tragédia

Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros do Amapá, Cel. Rosário, no último semestre, ocorreram três graves acidentes envolvendo transporte de combustível pelos rios do nosso Estado. Pode ser que muitos outros tenham acontecido. Como saber? Afinal, a atividade é feita sem nenhum controle ou fiscalização. Tudo aos nossos olhos, cansados de tanta negligência institucional.

Desenvolvimento

O secretário adjunto de Políticas Regionais do Ministério da Integração Nacional, João Marques Neto, esteve no Amapá, na última sexta-feira (11), para lançar o prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional, que premia dissertações e teses sobre projetos que ajudem a diminuir as desigualdades regionais. Ao Café, disse que a participação do Estado ainda é tímida. “Tem muito recurso, o que falta em geral, são bons projetos”, acrescentou.

Mais eleições

Uma antiga reivindicação de professores e estudantes, a gestão democrática, começa a ser implantada no Amapá este ano. Conforme o cronograma elaborado pela SEED e SINSEPEAP, as primeiras eleições para os cargos de direção escolar acontecerão no final do mês de maio nas seguintes escolas estaduais: Augusto Antunes, Deusolina Salles Farias, General Azevedo Costa, Gonçalves Dias e Professor Antonio Messias.

Expresso

Presidente Nacional do PDT, Gilberto Kassab, retornou ao Amapá, no último sábado (12), para reforçar pré-candidatura de Lucas Barreto ao GEA.

GEA e PMM prometem recuperar as vias de Macapá o mais breve possível. Juntando esforços não há dúvida que a coisa anda.

Ctmac vai implantar pardais na cidade. O monitoramento eletrônico pode se tornar ferramenta eficiente no controle da velocidade, responsável pela maioria dos acidentes de trânsito.

“Quando dizem que estamos servindo suco com bolacha fico preocupada e queria saber o nome dessas escolas, pois asseguro que nossa alimentação escolar é de qualidade”, Antônia Andrade (SEMED).

  • acho um absurdo essa disparidade salarial. minha filha é escrivã de policia, tem nível superior e não ganha a metade da metade do que ganha um delegado, sem contar nas condições péssimas de trabalho. Srs. deputados o salário de um escrivão da policia civil é o mesmo valor pago em uma diária, sr. governador olhe com mais atenção a essa classe.

  • kkkkkkkkk…..implantação de pardais p/controlar velocidade?kkkkkkkk…..e alguém consegue passar dos 20km nessa cidade cheia de “crateras”? só rindo mesmo….kkkkk.Meter a mão no dinheiro público com essas piadas é f……

  • Acredito na parceria do GEA c/a PMM em prol da cidade e seus cidadãos(ãs),só falta valer o comprometimento,dai funciona.
    Falando em PMM,acho que Clécio esta se preparando p/disputar as próximas eleições lá no Pará,já que gosta tanto dos “brothers” paraenses.Nossa PMM tá lotado desses hermanos.Curioso,né?

  • Por falar em PMM, venceu o prazo para pagamento do IPTU e não foram entregues os respectivos boletos. Se com boleto entregue nas casas já não se paga, “alvará” tendo que enfrentar fila em centrais da vida para pegá-lo.

  • A grande professora Marcivania deveria se unir ao candidato Charles Chelala do Psol, e desalojar essa turma do PSB do governo do Estado, ou seria melhor intitular governo da Ana Júlia Carepa II, já que o Jacamin tá exportando algumas pessoas desse governo desastroso do PT paraense, que nem se reelegeu. E derrotar novamente a HARMONIA igual 2012.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *