Coluna Café com Notícia

* Ana Girlene

Mestre Oscar

Durante a inauguração do residencial Mestre Oscar, o prefeito Clécio criticou a postura de políticos que abandonam ações deixadas por gestões anteriores. “Essa postura irresponsável só traz prejuízos para a população. Eu tenho a enorme satisfação em entregar uma obra, mesmo que não tenha sido iniciada na nossa gestão”, frisou. Os detalhes de urbanização e paisagismo, além de cuidados com acessibilidade, deixaram o lugar muito bonito.

 

Absurdo

A Comissão Especial instituída para Análise e verificaçãodos medicamentos e materiais médico-hospitalares, localizados no dia 9 de outubro, na Coordenação de Abastecimento Farmacêutica (CAF), concluiu o relatório técnico, que demonstra o tamanho do desperdício com o dinheiro público. Toneladas de medicamentos, com datas de validade entre 2010 e 2014, foram descartadas.

 

Absurdo II

Os medicamentos estavam armazenados em duas carretas de dezoito metros cada, em uma sala situada no estacionamento e dentro da CAF. “Ao longo da verificação, chamaram atenção diversos itens descartados em grande quantidade, tais como: Cânula de Traqueostomia Descartável, validade outubro de 2010, num quantitativo aproximado de 2.750 unidades”, assinala trecho do relatório.

medicamentos

 

Absurdo III

Na lista do desperdício, constam ainda 104.150 (cento e quatro mil cento e cinquenta) frascos de medicamentos derivados de penicilina, mais de dezenove mil frascos de OPRAZON 40 MG, usualmente indicado para tratamento de úlceras e complicações gastrointestinais, além de centenas de outros itens.

 Absurdo IV

O relatório será encaminhado para a Delegacia da Fazenda Pública para apuração de responsabilidades, mas os próprios técnicos do MP/AP já antecipam algumas causas: “Considerando o elevado quantitativo de medicamentos (…), pode-se concluir que inexistiam mecanismos de controle e remanejamento destes medicamentos eficazes na rede Pública”.

 

Erradicação

O mandato do senador Randolfe Rodrigues e a SecretariaMunicipal de Educação estão finalizando a elaboração de um plano para erradicação do analfabetismo em Macapá. A ação, que será realizada em parceria com o governo da Venezuela, pretende tornar Macapá um território livre do analfabetismo em pouco tempo.

Escolha

Desde o início desse semestre está nas mãos do governador Camilo Capiberibe documento que solicita a indicação de novo conselheiro para o Tribunal de Contas do Estado (TCE/AP). A vaga, aberta com o falecimento de Margareth Salomão, foi reivindicada pelo Ministério Público de Contas, atualmente composto por dois procuradores: Reginaldo Ennes e Amélia Gurjão.

 

Segurança

O debate sobre as taxas de criminalidade no Amapá, promovido no Café com Notícia, revelou que o Anuário Estatístico de Segurança Pública não pode ser utilizado para medir o fenômeno no Estado. O próprio secretário de Segurança Pública, Marcos Roberto, admitiu que os dados não refletem a nossa realidade.

 

Segurança II

O Amapá chegou a ser anunciado (e comemorado) como o Estado menos violento do Brasil, com uma suposta taxa de 9,9 mortes por 100 mil habitantes. Bastava ligeira análise no Anuário Estatístico para verificar que as informações repassadas eram de baixa qualidade. A taxa atual é de 25 mortes por 100 mil/hab., o dobro, por exemplo, de São Paulo.

Definição

 

Nesta segunda-feira (11), em Brasília, dirigentes nacionais da Ação Popular Socialista (APS), corrente interna do PSOL, onde milita o senador Randolfe Rodrigues, participarão de uma reunião decisiva sobre a indicação de um nome do partido para a eleição presidencial de 2014. Do Amapá, além de Randolfe e Clécio Luís, tomarão assento no debate, o presidente do diretório Estadual, Djalma do Espírito Santo e Emílio Santiago, membro da executiva.

Pingado

” Boa parte dos empresários não doam pelo bem da democracia, doam como parte de um negócio” Juiz Marlon Reis sobre campanhas eleitorais.

Marlon Reis é autor do livro “Gigante Acordado” e esteve no Amapá para palestrar sobre eleições limpas.

 “Para cada 500 mil habitantes deveria ter um centro de trauma referenciado” deputado Furlan sobre fila de espera para atendimento e cirurgias ortopédicas no Amapá.

  • É preocupante está situação! pior é observar que a ação policial pouco ou quase nada tem contribuido para arrefecê-la! A tão propalada “Lei Seca” têm se mostrado ineficaz diante dos números que ai estão! Não seria porq

  • Pois é! E a tão propalada “Lei Seca” pouco têm contribuido para arrefecer os números que ai estão! Não seria porque está direcionada a geração de receita, afinal cada fraglante corresponde a R$ 1.900,00!
    Será que fazer Blitz em horário nobre, até no máximo meia noite, está pegando os verdadeiros causadores desses índices de acidentes? A observação diz que não, pois a maioria acontece nas madrugadas nas saidas de comemorações e baladas ou no nosso framigerado trânsito diurno! É só vc conferir quantas motos são encontradas acidentadas nas ruas! E tanto numa como em outra situação necas da autoridade policial! que ou já foi durmir ou está nos quarteis fazendo não sei o que! Procure um nas esquinas de Macapá e confira quantos vai encontrar! Falta um melhor planejamento dessas ações, que conside a realidade dos acontecimentos, de forma que sejam direcionados para aqueles verdeiros causadores do problema. Hoje quem está ameaçado por essa ação desplanejada é o cidadão que vai dá uma voltinha na frente da cidade mais cedo, comer um camarão e tomar uma cervejinha sem exageros, mas que se for submetido ao tal bafometro vai ser tratado como um criminoso, isso pode!!!??? Pensa um pouco CAMILINHO e põe essa turma da segurança pra trabalhar de verdade!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *