Clima de euforia toma conta de Mazagão Velho na Festa de São Tiago

Foto: Márcia do Carmo

Já estão quase finalizados os preparativos da vila de Mazagão Velho, distante cerca de 70 km de Macapá, para o ponto alto da Festa de São Tiago. Este ano, a festividade religiosa e cultural completa 235 anos e recebeu recursos na ordem de R$ 450 mil do governo do Estado, como uma das ações do PROAMAPÁ Cultura. O valor é três vezes maior do que o repassado em 2011, e um projeto da festa está sendo executado pela Associação Cultural da Festa de São Tiago (ACFST).

As ruas do distrito de Mazagão Velho já estão sendo enfeitadas com bandeirinhas nas cores da festa. O início das comemorações em louvor ao Santo foi na última segunda-feira, 16, e terá o ápice nos dias 24 e 25, próximas terça e quarta-feira respectivamente, com a Entrega dos Presentes, Baile de Máscaras, Missa Campal, Círio e encenação da Batalha entre Mouros e Cristãos. Porém, o clima de euforia já é sentido na comunidade desde o início do mês.

No antigo prédio atrás da igreja de Nossa Senhora da Assunção, um grupo de aproximadamente de 12 costureiras trabalha diuturnamente para aprontar as roupas dos cavaleiros, em especial dos figurantes que irão representar São Tiago, São Jorge e o menino Caldeirinha, personagens de maior destaque na encenação. O pagamento das costureiras está inserido no orçamento da ACFST.

Uma dessas mulheres é a dona Rosicema Viana, de 56 anos. Ela relata que a confecção das indumentárias não é só um simples trabalho de costura. “É minha contribuição. Faço isso todo ano na festa do Glorioso”, diz emocionada.

Os jovens também dão sua colaboração para o embelezamento da vila. São dez deles que colocam as bandeirinhas que enfeitam as ruas por onde passará o Círio de São Tiago, na manhã da próxima quarta-feira, 25. “É tudo para deixar a vila mais bonita para o visitante”, conta um deles. Ainda foi feita a limpeza das ruas e pintura da igreja.

Outro grupo que está eufórico é o dos comerciantes locais. Célio Reis, 35 anos, trabalha no ramo de restaurante e lanchonete em Mazagão Velho há pelo menos cinco anos. Ele diz que nesta época, a perspectiva é aumentar o faturamento significativamente. “Neste período, o movimento é grande e aproveitamos para aumentar a nossa renda. É como se fosse mais um natal para o povo de Mazagão”, conta Célio.

“Durante a Festa de São Tiago, os olhos do Amapá se voltam para cá. Temos que aproveitar e transformar isso em dividendos, através da nossa atividade comercial”, endossa o microempresário mazaganense Renato Simplício da Paixão, 33 anos.

Também já está praticamente montada a estrutura para o espectador do teatro a céu aberto. Foram colocadas arquibancadas, um palanque na frente da igreja para receber os narradores, autoridades e convidados, além de um palco às margens do rio Mutuacá.

Desde o início das festividades, a segurança está sendo mantida pela Polícia Militar, por meio do 4º Batalhão da PM e pela presença de um destacamento do Corpo de Bombeiros em Mazagão Velho. A previsão é que o lugar receba pelo menos 30 mil visitantes durante todo o período da festa.

Gabriel Penha/Seafro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *