Chefe Bené faleceu

Faleceu na manhã deste domingo o Sr Benedito Santos, o Chefe Bené. Contador, professor e chefe escoteiro, é pai de Maribel, Maribene, Benemar, Beneran e Benefram

Chefe Bené vinha de uma longa luta contra a diabetes.

Seu corpo será velado na Capela Santa Maria, na rua Hamilton Silva, entre Mendonça Furtado e Presidente Vargas. O enterro será na segunda-feira, às 9 horas.

Bene_fixed

  • Deixo aqui registrado as minhas condolências a toda família e em especial a minha colega de faculdade Maribene.

  • O Chefe Bené foi meu chefe escoteiro do mar e coordenador da DSG, quando lá trabalhei. Sempre foi um ser humano fora do comum. Jamais o vi aborrecido ou falando alto e a todos sempre pouviamcom muita paciência. Bom pai e bom exemplo de vida cristã, que acreditava na esperança da ressurreição. Deve ter seu lugar guardado nos reinos da glória. A família, as minhas sinceras condolências.

    • Em nome da familia Santos agradeço as palavras sobre meu pai, ” chefe”, como nós o chamavamos com frequência como demonstração de todo o respeito e admiração que nutrimos por ele. Nossa referência de vida, nosso condutor. Agora está nos braços de quem ele tanto pediu para que o curasse, nosso DEUS. Obrigada por compartilhar conosco deste momento.

  • Como paciente renal crônico, pude acompanhar o tratamento do amigo Chefe Bené, pois convivi várias noites ao lado dele, no hospital de Nefrologia, aqui em nosso Estado. Com nossa convivência pude conhece-lo um pouico melhor, deixo aqui minhas condolencias e admiração este amigo que muito fez pelo nosso Estado diante do grupo dos Escoteiros. Grande abraço a toda a familia e em especial seu filho Beneran.

    • Obrigado Brandão pelo seu carinho. Vou lembrar sempre do carinho de todos quando eu ia buscar meu pai e amigo. Sempre alguém me chamava pra perguntar alguma coisa ou me ajudava para conduzir meu pai. Nunca vou esquecer isso. Transmita a todos meu protesto de carinho a apreço. Obrigado mais uma vez.

  • Uma perda dessas é sentida por todos nós,que conheciamos o Chefe Bené. Como já dizia Sigmund Freud:”Se quiseres poder suportar a vida, fica pronto para aceitar a morte.” Ficam aqui nossas condolências ao amigo Beneran e Família, sabemos que a triteza de agora não pode ser apagada, mas dividimos contigo.A nós que ficamos no “andar térreo” , resta desejar que o grande Arquiteto do Mundo o acolha, e que lá de cima, perto do Criador, siga abençoando vc e os seus.

    • Junior, é biblico dizer que “aquele que crê em Deus jamais morrerá”, então tenho certeza que Deus acolheu meu pai. Ele se preparou pra isso. Tinha muita coragem para encarar a realidade. Fez tudo o que era preciso fazer como se soubesse onde e como. Meu pai estava sofrendo e vivia dizendo que Deus irio curá-lo e assim foi feito a sua vontade. Meu pai está curado. O sofrimento acabou. Obrigado amigo!

    • Veneide, obrigado pelo carinho. O prof. Benedito fez questão de ensinar também os filhos. Cada um de nós tem muito dele, mas nos falta muito chegar ao conhecimento que ele tinha. Foi pai, amigo, conselheiro, confidente, irmão e filho quando era possível. Apesar de não estar fisicamente entre nós sabemos que sua presença será através de tudo o que nos ensinou. Obrigado mais uma vez.

  • Querida Maribel e família, envio minha solidariedade e abraço em todos desta família maravilhosa. O Amapá fica mais pobre com a perda de tão ilustre personagem.

    • Obrigada amiga. Papai foi chamado por Deus para a morada do Céu. Levou com ele parte de mim. Deixou comigo inúmeros ensinamentos de vida: altruísmo, honestidade, fé em Deus, dignidade, serenidade, tolerância, etc. Papai estará sempre sempre em meus pensamentos e em meu coração. Agradeço imensamente à DEUS por ter me dado a permissão de ser filha do chefe Bené e conviver durante 48 anos com seu exemplo de pessoa. Protetor dos filhos que era, tenho certeza que onde ele está, continua cuidando do seu rebanho e eu mais uma vez digo: Muito obrigada papai por TUDO o que o senhor representa para mim.

  • O chefe Bené foi meu comandante no Grupo Escoteiro de Mar Marcílio Dias. Um exemplo de caráter. Meus pêsames à família.

    • Franco, o escotismo esse ano comemora seu centenário. Meu pai tinha 76 anos (iria fazer 77 em junho), dos 76 anos, 65 foram dedicados ao escotismo. O grupo mais antigo aqui tem 70 anos, então falar de escotismo aqui no Amapá sem falar no Chefe Bené é impossível. Obrigado pelo carinho e como “uma vez escoteiro sempre escoteiro”… um SEMPRE ALERTA!

  • Descanse em paz Tio Bené! O seu exemplo de resistência, coragem e dedicação conservarão a sua lembrança sempre viva em nossos corações.

  • Me Solidarizo com a Família Do Inesquecível Chefe BENÉ, que foi um dos responsáveIS pela formação, não só de meu caracter, mas de varias outras pessoas de minha família (minha Tia Aquelar Yolanda, meus primos Antônio José, Paulo Romulo, Carmem de Cássia e meu Irmão José Amaro todos escoteiros nas decada de 80 e 90), que conviveram e dividiram momento marcantes… SEMPRE ALERTA! CHEFE BÉNE……..

  • A presença marcante do Chefe será uma constante em nossas vidas. A saudade de ouvi-lo cantar Parabéns Pra você ou tocá-lo na gaita ao telefone bem cedinho no dia 03/01, meu aniversário, os festejos do “Arraial do Chefe” em nossa casa, motivo de muita alegria pra nós, as visitas inesperedas; “passando pra deixar umas laranjas pra você tomarem um suco”, o cuidado em ligar na ausência do filho Benemar, pra saber se estavamos precisando de algo, enfim, a emoção toma-me de assalto… Parafraseio Saint-Exupery, Aqueles que passam por nós, não vão sós, deixam um pouco de si, levam um pouco de nós! Com uma ressalva: Deixa-nos muito mais: Exemplo de serenidade, dignidade, humildade e tantos outros ensinamentos que levaremos pelo resto de nossas vidas! Até breve Chefe, sogro querido.

  • Quero registrar o meu pesar pela perda do Seu Benedito, meu querido “paizinho de coração”, mas o tempo nos ensina que a morte é dolorosa mas tambem um recomeço pra aqueles que ficaram.Nenhuma perda é fácil mas as boas lembranças, o conforto em Deus e a certeza que um dia estaremos juntos outra vez nos fortalece a cada dia para que possamos continuar a vida sem tristezas e lamentações..mas com fé, alegria e sabedoria…A saudade será uma constante mas quando as lembranças trouxerem a dor outra vez…chorem se for preciso mas lembre-se de tudo que o chefe Bené os ensinou…não desanimem e tenham a certeza que todos vcs são muitos queridos e que têm pessoas que assim como seu pai, os amam de verdade!!um forte abraço a Maribel, Maribene, Benemar, Benevran, meu querido(rs) Beneran e a minha “maezinha de coração” Dona Maria Santos!!!
    Ariely Nunes

    • Ariely,

      Obrigado pelas belas palavras de conforto e carinho. As vezes duvidamos da bondade de Deus, mas as coisas acontecem na hora certa exatamente quando devem acontecer, por isso nos “momentos felizes, louvemos a Deus; momentos dificeis, busquemos a Deus; momentosos silenciosos, oremos a Deus; momentos dolorosos, confiemos em Deus; e a cada momento, agradeçamos a Deus!”. A dor ainda é muito grande pela perda de papai, e como não moro em Macapá, ainda me pego pensando em ligar para ele para contar alguma coisa que tenha acontecido comigo ou com os netos, ou mesmo comentarmos alguma noticia do jornal, ou sobre as vitórias, e até mesmo as derrotas, do nosso Fluminense, ai lembro que ele não está mais aqui para atender o telefone. Saiba que ele e mamãe gostam e admiram muito você, e nós aqui aprendemos também a admira-lá. Um grande abraço de Benevram, Mariana, Juliana (sua futura colega de profissão), Filipe e Pedro.

      Alcilene, obrigado pela atenção.

      Papai,

      “Não sei porque você se foi
      Quanta saudade em senti
      E de tristezas vou viver
      E aquele ADEUS não pude dar …”

      Benevram Santos

      • Benevran,entendo exatamente o que você está sentindo e como são os dias quando se perder alguem tão especial e importante em nossas vidas, como um pai ou uma mãe (perdi a minha há 2 anos e como sinto falta das conversas, dos conselhos, dos carinhos, e até mesmo das broncas de mamãe (rs..)Mas ratifico suas palavras e hoje entendo que o tempo de Deus não é o mesmo que o nosso, mas que Ele sabe exatamente o que faz!! E Deus só permite que passemos por provações quando sabe que seremos capazes de superá-las!!e é justamente ai que nos aproximamos mais Dele, e isso é maravilhoso…Deus foi realmente o meu refugio, minha fortaleza, meu amigo e consolador!!!A saudade é inevitável mas é ela que também mantem viva as boas lembranças…um forte abraço a sua família que são todos muito queridos…força e fé sempre!!!bjos e obrgada pelo carinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *