Caso Consignados

Militancia do PDT festejou ontem a absolvição de Waldez Góes em vara criminal, no processo dos consignados.

Waldez já é condenado na vara cível, por improbidade, no mesmo “caso dos consignados”.

Ministério Público vai recorrer. Como Waldez deve recorrer da condenação. Aí os processos sobem para outra instância judicial.

Leia matéria completa no G1 Amapá. aqui

  • É mas continua condenado por improbidade na vara Civel. Quem mandou pegar o meu dinheiro e colocar no orçamento do Estado? Heim? E eu fui pro SPC. È bonito isso heim WG e PP? Me diz?
    Muleke que perdeu até o cheque especial

  • Perfeita a decisão e inquestionável a veracidade de absolvição no processo apelidado, por assim dizer, “consignados” mas, AINDA, tramitam dois processos onde o mesmo, apela em última instância, o que é bem provável que não seja apreciado, uma vez que, fora condenado em 1° e 2° instância. Resta assim dizer, que a verdade sobre os fatos não devem ser mitigadas e sim de fato esclarecidas. Que Deus nos ajude e que as amizades não se acabem por meras opiniões políticas.

  • A absolvição do candidato azul é um verdadeiro acinte aos que foram prejudicados pelos desmandos administrativos provocados pelo ex-governador. Mas ele estava no cargo de governador do Amapá. O caminho seria de que todos que foram prejudicados se associassem e juntos entrassem com uma grande ação contra o Governo o Estado por perdas e danos causados pelos seus nomes no SPC/SERASA. E que o Governo pague pelos transtornos causados a trabalhadores que pagaram a conta descontando diretamente no seu holerite e que o governo deu outro destino ao dinheiro descontado. Um absurdo achar que o povo tem que pagar a conta pelos desmandos. Como isso é causa ganha, certamente o povo vai pagar de novo. Pois o dinheiro das indenizações virá dos cofres públicos. Corram para as montanhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *