Carta a um cliente: Caso concreto Ecometals x jucap

Por Ruben Bemerguy. Advogado
Recebi uma correspondência eletrônica do Presidente da empresa ECOMETALS LIMITED, controladora da empresa ECOMETALS MANGANÊS DO AMAPÁ. Ele se chama William Lamarque. É inglês e mora em Londres. Foi lacônico. Simplesmente me indagou: “Preciso explicar aos acionistas a razão pela qual a Ecometals não existe mais no Amapá. Isso é normal no Brasil?”
Leia mais no link “Artigos”na linha de cima do blog.

  • Afirmo ser esse Histórico correto.
    Manifesto minha indignação ao comportamento da Junta Comercial e acho que esse caso merece atenção do governador.

  • Acredito sem medo de errar na gestão atual do Presidente ja JUCAP e por este motivo vejo que o parecer não teria como ser diferente.Aqui fico a pensar,um processo que apresenta atos ilicitos como falsificação de assinatura,ainda sim querem tirar proveito de algo.Ai Ai

    • Beatriz, o processo no qual você menciona com ato ilicito e o mesmo que o PRESIDENTE DA JUCAP ACEITOU!!!!! Querida ele aceitou o documento com 5 laudos alegando que era falso, 5 laudos da POLICIA FEDERAL!!!!! Acorda sociedade!!!!.. Esse cara foi contra a Justiça Federal.

      • Paula, vc esta certa, provas da policia federal devem ser respeitadas. Certas pessoas deixam seus comentários aqui no blog querendo justificar os atos de terceiros, esquecem de justificar seu processos criminais e de onde veio 8 milhões, sendo que andava de Gol velho pela cidade!!!!!

  • Vejo na pessoa do Jean Alex um gestor competente, integro e responsável. Entendo que, na condição de presidente, tomou as medidas necessárias em face a procedimentos que ameaçam a segurança jurídica e os preceitos legais resguardados pela JUCAP. Quanto àqueles que tentam tirar proveito político da situação, só lamento.

  • O advogado Rubem esqueceu “apenas” de informar ao seu cliente no exterior que já em 2008 a JUCAP teria negado registro para constituição da Ecometals Manganês e inexplicavelmente o registro foi feito!

    • Sinceramente, esse comentário parece até não ser escrito por advogado.
      Se a constituição da Ecometals implicava em vício, porque a JUNTA não a notificou e permitiu que ela se defendesse? Depois, a que prazo esse senhor se refere? Administrativo? Quem está obrigado a recorrer administrativamente se o recurso sequer tem efeito suspensivo e se não se confia na JUNTA COMERCIAL? Finalmente, admitir o senhor Antônio Neto como censor profissional do advogado Ruben é uma piada.

  • Jean Alex Nunes é um gestor competente e responsável. Acredito, que tomou as medidas cabíveis aos procedimentos que ameaçaram a segurança jurídica e legal da Junta Comercial. Quanto aos que por algum motivo tentam associar politicamente o caso, é de se lamentar.

  • Não basta apenas sentar atrás de uma mesa e se auto declarar gestor, no serviço público assim como em natureza jurídica, decisões importantes devem ser tomadas a todo momento, ainda que estas desagradem grandes e poderosos. Tenho certeza que as medidas adotadas pelo presidente da JUCAP Jean Alex, não foram impensadas ou inconsequentes, conheço o trabalho do gestor e empresário Jean Alex e sua vida, ao que percebo e pelo que pude comprovar no decorrer do tempo em que somos amigos, não possui desvios de conduta ou algo mais que possa desabonar, muito menos denegrir uma imagem construída com anos de muito trabalho, e a maior parte deles, fora do serviço público.

  • Não basta apenas sentar atrás de uma mesa e se auto declarar gestor, no serviço público assim como em natureza jurídica, decisões importantes devem ser tomadas a todo momento, ainda que estas desagradem grandes e poderosos. Tenho certeza que as medidas adotadas pelo presidente da JUCAP Jean Alex, não foram impensadas ou inconsequentes, conheço o trabalho do gestor e empresário Jean Alex e sua vida, ao que percebo e pelo que pude comprovar no decorrer do tempo em que somos amigos, não possui desvios de conduta ou algo mais que possa desabonar, muito menos denegrir uma imagem construída com anos de muito trabalho, e a maior parte deles, fora do serviço público

  • Sr. Barboza Marcello, já que o senhor conhece a conduta e é amigo do Sr. Jean Alex peça que ele venha justificar publicamente o seu ato.

  • Uma pergunta, este senhor Antonio Netto é advogado da Junta Comercial? Outra ponto que me desperta a curiosidade é que se o Presidente da Junta Comercial agiu corretamente porque ele não vem a público e diz de forma clara, mostrando documentos porque fez o que fez. Também tenho outra consideração a fazer, é que não acredito que o Dr. Ruben Bemerguy iria afirmar e se posicionar da maneira como o fez se não estivesse realmente seguro dos fatos. Pensem nisso, olha a razão!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *