Blog do Leitor – Da caixinha de comentários

Do leitor que assina CJunior no post Repiquete é Memória da Escola Barão do Rio Branco

Pense num aluno Exemplar. Bermuda de tergal, camisa branca e Bolso com a logo (na época a gente dizia com o símbolo da…rsrsrs!) da escola, olha que a gente comprava o bolso e ia pra escola todo pavulagem, sapato durabel, os mais afortunados ia de chulipa (kichute), caderno dentro do saquinho plástico no tempo de chuva, o muro baixo, nunca vi ninguem gazetar aula e pular esse “Imenso” muro. Prof. Terezinha mestra inesquecível, até alguns anos morava aqui na São José de fundos com o “Laguinho” do poço do mato, tomei um ou dois cascudo e uns tres “bolinhos”.Bate aquela sensação de saudade misturado a nostalgia em ter vivido uma infância onde todos se respeitavam .Bons tempos!

Do leitor Carlos Humberto, no post Mas Ú Caramba, sobre a AMPREV

Tico, então você está muito desinformado a respeito do assunto da AMPREV. Depois de muita persistência, a pouco mais de um ano os sindicatos, através de suas representatividades naquele conselho, tiveram acesso aos dados da AMPREV, aquele instituto era considerado impenetrável, não saia informação alguma dali. Vc sabe no que resultou essas informações? Resultou num relatório detalhado sobre a saúde financeira da AMPREV, protocolado em forma de DENÚNCIA na policia Federal, Procuradoria Federal, Ministério da Previdência, Ministério Público do Estado, Tribunal de Contas do Estado, tribunal de Justiça do Estado, além de poucas entrevistas dos membros do conselho na imprensa local denunciando a situação, essas entrevistas foram conseguidas com muita dificuldade e vc sabe o por que, por isso não tiveram o efeito esperado. Talvez vc não saiba, mas por conta do referido relatório, em junho do ano passado o Waldez Góes assinou um acordo para parcelar a dívi
da do governo com a AMPREV, e até o dia em que ele saiu não havia pago se quer uma parcela da dívida renegociada, ou seja, por lei, esse descumprimento o tornaria inelegível. Ainda a título de informação, por conta desse relatório os demais poderes, com exceção do MPE que está em dia com a AMPREV, os demais poderes negociaram suas dívidas e estão cumprindo com o acordo. Portanto, antes de vc criticar os sindicatos procure se informar melhor.

Professor José Maria, por e-mail

Me engana que eu gosto

SINSEPEAP está em pé de guerra. Tudo porque Waldez saiu do governo e não deu qualquer aumento para a categoria, descumprindo um compromisso assumido. O presidente Aildo Silva, agora que é Pedro Paulo o governador, concorda com a paralisação que está prevista para ocorrer nesta 5ª feira, mas quer a todo custo apresentar a conta para PP, deixando WG livre como um passarinho. Oposição ao presidente Aildo, cada vez mais forte em função da inoperância da atual diretoria na luta contra a corrupção na educação pública do Estado, e agora na batalha contra o calote na AMPREV, promete chumbo grosso contra os costados do dito cujo.

  • O Carlos Humberto no afã de dar uma aula de contexto sobre a Amprev, se “esqueceu” de acrescentar algumas outras informações que pra ele não deve ser interessante.
    Vamos ajudá-lo.
    O acordo de parcelamento prevê o desconto direto da transferêñcia do FPE. Então não tem essa história de “não cumpriu acordo”.
    A Amprev tinha um saldo de 50 milhões quando o governo Capiberibe largou o osso. Hoje tem um saldo de 1 bilhão de reais. Como assim tá quebrada, vai falir ou outros argumentos catastrofista.
    No Outdoor que os sindicatos botaram na praça não consta o nome do sr. Jorge Amanajás e nem do presidente do Tribunal de Justiça que também devem à previdência. Detalhe. Esses poderes não sofrem com redução de transferências.
    Defender o servidor é uma coisa.
    FAzer política travestida de defesa do servidor é outra.
    Não é por aí.

    • Caro Gontijo,
      O que eu retratei não foi no afã de dar aula alguma e muito menos politizar a questão, mesmo por que sou servidor público do estado e parte legitimamente interessada, portanto o que relatei além de trazer o debate para o mais próximo possível da realidade da AMPREV, foi em resposta a uma crítica injusta aos sindicatos feita por um leitor deste blog. Pouco me importa quem roeu ou deixou de roer o osso, se Capiberibe, Waldez, Assembléia, TJAP, TCE, seja lá quem for ou quem foi, obrigatoriamente deve ressarcir aos cofres da AMPREV os valores não repassados ou desviados para outros fins que não o da aposentadoria dos servidores do estado e pensionistas. Agora não esqueça que a gestão da AMPREV é de responsabilidade do Governo do Estado, portanto o gestor que o governador coloca ali deve ou deveria tomar as providências legais para que esse tipo de calote não ocorresse, mecanismos ele tem para isso, como não o fez, o conselho ali representando os servidores e patronais fez a sua parte, denunciando essa prática deplorável e perniciosa, podendo prejudicar sobremaneira o futuro das aposentadorias e pensões dos servidores do estado.

  • O Gontijo aí mistura Dalva Figueiredo com Capi.Tudo uma maneira de puxa saco da Quadrilha que Saqueou o Estado.

  • Bonito será quando o caos se instalar com o atraso dos pagamentos do funcionalismo, sem isso o estado não anda e os empresários que hj aplaudem esta CORJA começarem a quebrar…só para os bancos deixaram de ser repassados mais de 100milhoes!!! As consignaçoes nao estao sendo repassadas…o caos é questao de tempo, pouco tempo!!!

  • Sr. Gontijo é claro que tem que politizar o debate. Afinal foram os governantes que tungaram os recursos do servidor e estes chegaram ao poder através do voto. É papel dos sindicatos zelar pelos direitos de seus associados. Capachos de Dalva, Capi e Waldez que se expliquem ante o funcionalismo estadual. Destarte, restou a terrível constatação a partir do momento que dirigentes sindicais sérios passaram a compor o Conselho: O desvio de finalidade causou um prejuízo volumoso na sustentabilidade do sistema e a turma de Waldez Góes responde por mais de 60% da fatura. Isso é fato. A parte técnica e jurídica está sendo feita. Agora querer que isso não faça parte do debate político é provincianismo é tentar esconder o ataque desumano, tacanho e desmetido que a trinca de governantes corruptos patrocinou contra o povo amapaense, goste o Sr. ou não, isso é a amis pura verdade.

  • Pres. do Sinsepeap Aildo Silva querendo ser Dep. Estadual? Um kbra desse deveria é voltar pra sala de aula e nunca mais se meter no Sindicato, qndo valdez tava no Poder ele nada fez pela categoria pois tinha o rabo preso, agora com o PP não dando trela a ganância desse babaca, ele qr fazer greve as custas dos professores. Porque só agora ele descobriu q o governo não cumpriu acordo? Pilantra tás com teus dias contados tbm, vai cair no ostracismo qndo deixar o Sindicato! Palhaço!

    * Lene desculpa ae a revolta! e obrigada em colocar ae o post sobre o nosso Querido “Grupo Escolar Barão do Rio Branco” tenho muitas estórias desse tempo, Minha e de um parceirão d mesma turma “Tob o Cidadão”, meu amigo Raimundo!! vlws.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.