Artigo: Não se pode ganhar sempre…

Por Camilo Capiberibe

Desde que estou na Assembléia Legislativa não tinha me visto na situação de ter que questionar uma decisão por ela tomada. Isso não significa que eu concorde com o que tem sido decidido por lá nestes quase três anos em que estou deputado estadual pelo PSB do Amapá. O que estou tentando dizer é que apesar de ter perdido em várias ocasiões, em nenhuma senti que teria havido ilegitimidade ou ofensa a legalidade. Considerando que no exercício do poder quem tem maioria manda cabe sempre à minoria lutar, de vez em quando até espernear, mas ao final é nosso papel institucional aceitar o resultado.

Numa Assembléia Legislativa com 24 deputados estaduais dos quais apenas dois são de oposição saber aceitar as derrotas impostas politicamente pela maioria é algo incontornável. Esse exercício de tolerância é exercido por mim, diariamente. Faço isso, inclusive, para espanto de muitos, sem sofrimento pois não posso me desviar do fato de que os deputados foram eleitos pelo povo e, certo ou errado, agem em nome dos eleitores que lá os colocaram. Ter essa consciência é fundamental para aceitar as derrotas impostas pela disputa democrática.

No caso da “desconstituição” do voto de louvor ao escritor paraense Palmerio Dória, autor do livro Honoráveis Bandidos que narra a trajetória da família Sarney na política brasileira, não cabe democraticamente aceitar o resultado, pois ele não foi construído dentro do ordenamento legal, dentro do que rezam as regras da democracia. Não é por irresignação pessoal que vou apelar ao judiciário para anular a votação presidida pelo deputado Dalto Martins de seu “voto de desconstituição” de congratulações ao escritor e jornalista.

A democracia exige previsibilidade e essa decorre das regras existentes, isto é,  das nossas leis: Constituição Federal, Constituição Estadual e Regimento Interno. O que não está previsto na lei não pode ser feito. O que difere a democracia do autoritarismo é que naquela o que vale são as regras que prevalecem sobre a vontade dos poderosos. No regime de exceção a vontade de quem está no poder se sobrepõe à legislação e assim as leis perdem sua finalidade principal que é a de resguardar direitos, que é a de oferecer limites à quem está no exercício do poder que é a de estabelecer ritos para os atores políticos agirem.

Qual a lição que o caso Palmério Dória nos oferece então? Que a maioria nem sempre vence. De vez em quando ela perde e deve talvez com a mesma tolerância, ou talvez com tolerância ainda mais ampla pela sua condição majoritária, aceitar suas derrotas. Afinal, humildade não faz mal a ninguém. Em segundo lugar, o que se pode aprender do caso é que uma derrota que era da maioria se transformou, com a “desconstituição”, numa derrota ampla do poder legislativo, apequenado e acuado, atropelando a Constituição federal e a Constituição estadual para derrotar o Estado de Direito e a democracia num exercício de demonstração de força inútil pois ato nulo não gera efeito o que quer dizer que o voto de congratulações está mantido.

Nesse contexto, não me cabe outra alternativa que não seja apelar ao poder judiciário para pedir que a nossa democracia seja resguardada, que nossos ritos necessários sejam respeitados. Não posso aceitar que um instituto, o da “desconstituição” seja criado para satisfazer conveniências políticas. Vou ao judiciário para defender as regras do jogo, este jogo no qual eu por ser minoria, via de regra, tendo a ser derrotado. Aceito perder, mas quero que todos aprendam também a aceitar suas derrotas sem virar a mesa.

  • OsnAgentes Penitenciários,foram ontem a Assembléia Legislativa,cobrar a votação do PCS e condições de trabalho,prometida pelo Governador(O MESMO QUE FALIU O ESTADO).Para não deixar a sexta feira sem falar da oposição ,o Carlos Pororoca disse que eles foram pressionar o Dep. Camilo(Presidente da Comissão de Direitos Humanos da AL) para o mesmo questionar junto a justiça de suas prisões.O Carlos Pororoca,sabe que foi a OAB-Amapá que entrou com ação no Ministério Público,sabe tambem essa figura que o Dep.Camilo mora na Av.Enertino Borges e não lá na Assembléia,se a cobrança fosse direcionada a ele,a manifestação seria em frente a sua casa,não acha Cara Pálida.

  • Dois pontos: A assembleéia é servil ao bigode e o referido sr, é aliado político da “harmonia”, então o que esperar? Só resta cobrar desses senhores ano que vem, com juros e correção monetária… Sem vender o voto, que fique claro…

  • Esse Carlos Pororoca que não tem credibilidade, por que estorque políticos do Amapá, para falar bem, não que Waldez, Sarney e C & A não pague, Ele ousa jogar pedra nos Capiberibes, como se fossem os responsáveis pela desgraça do Amapá. Para se ter uma idéia, na época do Capi não tinha falta de energia, falta de água e um povo misérável, o que está aí é de responsabilidade do governo e da harmonia que está aí.

  • Raciocínio lúcido de quem entende o que significa democracia. Camilo expõe com simplicidade e clareza seu pensamento político. Tem inteira razão de recorrer ao judiciário para chamar os desequilibrados à razão.

  • Tem razão o deputado, mais importante que conceder voto de congratulação ou não, é ver que a base do Sarney no Amapá joga as regras democráticas no lixo qdo isto é do interesse do chefe. Não me surpreende tal atitude, afinal, o que tem sido as últimas campanhas eleitorais no Amapá? O Waldez só trabalha no ano de eleição: é uniforme, é óculos, é asfalto, é obra, tudo!! Na eleição passada, se tivesse sido disputada com mínimo respeito às regras estabelecidas, o Roberto Góes estava ainda na Assembléia, tudo mundo sabe disso. Mas, pra esse pessoal campanha eleitoral é só um contra-tempo onde muito dinheiro tem que ser desviado dos seus bolsos para o bolso do povão, perder não é uma variável que eles admitam. Então, minha gente, só Deus pra nos dizer quando viveremos no Amapá um verdadeiro estado democrático de direito. Isso que temos hoje não passa de um puro engodo!!

  • Parceiro,você tem toda razão,aqui é uma bandalheira geral.É bom a sociedade amapaense fazer a seguinte pergunta.Porque as autoridades amapaense do Executivo,Legislativo e Judiciário,recebem ordens do Sarney(Fofo)?Como dizia minha mãe,tem boi na linha com certeza.Deixa os homem bater as botas que nós vamos vê.

  • E por falar em “desconstituição do voto” que fora concedido ao corajoso Palmério Dória,uma coisa fica muito clara:nossos politicos verdadeiramente não sabem o que e nem em que votam quando nos representam na Assembléia. Ou melhor, antes de votarem precisam pedir autorização aos “poderosos de bigode”, caso contrário terão que passar esse vexame que deve ser notícia nacional.
    Aproveitamento a oportunidade, eu gostaria de conclamar todos os amapaenses que se deixaram enganar nas eleições de 2006, e votaram no honorável bandido “el bigodon” para que esses eleitores embarquem na onda da Assembléia Estadual e desconstituam os votos depositados nas urnas, se é que foram depositados ao BIGODON.

  • a jornalista alcilene ja leu o livro????????????????????????? fala ate da vida sexual do sarney,,, assuntos estritamente pessoais de familia… é esse tipo de obra que o deputado camilo quer honrar na assembleia/??
    a familia capi continua sem escrupulos (como sempre)

    • Oswaldilson, O Sarney faz “ato sexual” com todos os Amapaenses durante estes vintes anos de mandato e niguém tem corangem de fazer e de falar NADA; Agora que aparece um iluminado vc vem com essa estoria de escrupulo da familia Capi. Te faço uma simples pergunta: Qual o escrupulo que a familia Sarney tem com o Amapá? Se você não tem coragem de ir para as ruas reivindicar seriedade e dignidade dos politicos sujo, pelo menos contribua com sua parte para tentear mudar essa situação, ao menos que vc pertença a esta corja.

        • é a bola da vez??? Ele vai ajudar a afundar a candidata do pt. Vão entregar pro Serra de lambuja e no primeiro turno…

  • Álcilene, assistir ontem o moticiário do jornal nacional, sobre o racionamento de energia no estado, percebi que tal matéria se preocupou em deixar claro que a falta de energia se da por causa da baixa do nível de água no reservatório da hidrelétrica Coaracy Nunes, não se preocuparam em informar ao resto do Brasil, que não é só esse o motivo, o principal motivo é a falta de planejamento por parte do governo federal e estadual que não estão preparados para esse tipo de adversidade da natureza, como fica agora? toda vez que o nível de água do reservatório atingir um nível x, vai haver racionamento no estado? isso sem contar com nossos políticos que não sabiam de nada, se como deputados não poderiam ter acesso a reltórios de uma empresa estatal! mas penso que todo esse imbróglio que se formou por conta desse racionamento, e outros acontecimentos , como o não repasse do dinheiro escontado no contra-xeque do servidor e que não foi repassado para os planos de saúde, acarretando com isso o canelado do plano do funcionário, se deu por três motivos: 1º pela CORRUPÇÃO que se instalou em todas as entranhas do estado, , 2) a INCOMPETÊNCIA, por essas pessoas despreparadas, sem conhecimento técnico (GEA) onde não existe “nen o rouba mas faz” e por último o 3º não sei se caberia essa ordem nesses três motivos, que é a falta de cobrança por parte da população, que assisti a tudo e não reaje, talvez, e talvez é dúvida, se dê por causa das vendas colocada em nossos olhos pela mídia que só se preocupada em sugar parte do dinheiro do estado, como se não existisse depois. mas Alcilene, estamos reagindo, tenho lido reclamações consistentes e inteligentes principalmente no seu blog e no site do Corrêa Neto, que nós fazem pensar que podemos SIM reclamar, tenho certeza que foi com pressões expressadas no seu blog que forçou alguns meios de comunicação a fazer algumas matérias a respeito do descaso que esse governo vem cometendo. é um bom começo, já aconteceu coisas bem piores nesse estado e não conseguimos mobilizar nada e niguém. acredto que seu blog pode ser uma importante ferramenta de discussão e pressão social, acho que você tem que colocar mais comentários feitos no seu blog, na página principal, para mostrar que pessoas estão escrevendo e externando sua indignação. por isso, não diria que estamos no caminho certo, mas com certeza estamos indo no rumo certo.

  • Dória em seu Livro rememora que Sarney sempre escondeu a sua primeira e dizem “única” derrota eleitoral a deputado estadual na decada de 50. Foi 3º suplente. Não é de hoje que ele não sabe perder.

  • Pelos argumentos mentirosos dos corruptos do poder, no Nordeste não teria energia,pois,lá água é dificil, só a Usina de Paulo Afonso não seria suficiente para abastecer todo Nordeste.Existe uma diferença é que lá tem: Governos competentes,tem planejamento,as Cia de energia pagam a Eletronordeste e finalmente lá não tem Sarney.

  • os caras não conseguem nem honrar a cueca que usam. Tudo frouxo.
    Muleke, que vai pedir uma moratória. Enquanto me lembrar da desvotação, não quero ser mais amapense.
    Cuida do meu curral,
    Cuida das minhas bestas…
    Mexe não minha baia,
    Cura todos os potrinhos….

  • DEP CAMILO QUANDO O Sr VAI MOSTRAR O NOME DE SEUS ASSESSORES. QUANTO O Sr GANHA E ONDE OS Srs GASTAM 110 MILHÕES DE REAIS POR ANO. O Sr NÃO CRITICA O ORÇAMENTO DA AL PORQUE?

    • Rapa tu es o maior dos parasitas que conheço!! tu sabes quantos deputados existem ana assembléia? porque tu não vai perguntar pra cada um deles , quantos eles ganham e quem são os seus assessores? Kra todos os cometáriosa que aqui vejo sempre se refere a esse tal de Capi, não o conheço pessoalmente, mas a cada dia que passa me vejo obrigado a apaertar a mão desse homem…Porque? pra incomodar essa ralé parasita que hoje destrói o Estado do Amapá, defende o maior dos corruptos e o seu curral eleitoral( AL do AP). POw é o kra!!!

    • Observador, sendo o Camilo, um dos da oposição( o outro é o Ruy Smith, deve receber só o regimental, pois ele bate muito neste “desgóesverno da harmonia”, logo pergunte ao seu patrão ou a quem vc serve, que com certeza vc terá a resposta…..

  • dificil flar de politica nesa estado es face do corporativismo, nepotismo, corrupção que a anos assola este pobre estado e este pais..este estado esta quebrado meu velho, quebrado, o nojento do Gilvan e sua corja tipows, Sarney que é o maior pilantra deste Pais eu partilularmente sinto-me envergonhada em t um cara como este como senador do meu estado poxa vida que vergonha, que pena pobre povo brasileiro pobre dos amapaenses que não sabem votar….sarney, gilvan bosta merecerem o mero esquecimento do povo deste estado

  • dificil flar de politica nesa estado es face do corporativismo, nepotismo, corrupção que a anos assola este pobre estado e este pais..este estado esta quebrado meu velho, quebrado, o nojento do Gilvan e sua corja tipows, Sarney que é o maior pilantra deste Pais eu partilularmente sinto-me envergonhada em t um cara como este como senador do meu estado poxa vida que vergonha, que pena pobre povo brasileiro pobre dos amapaenses que não sabem votar….sarney, gilvan bosta merecerem o mero esquecimento do povo deste estado.

  • Ei Obseervador, não conheces o site do deputado Camilo? Já faz algum t5empo que ele postou lá todas suas verbas. Basta querer se informaar amigo e votar em alguém que quer mais da política do que enriquecer como os deputados do PMDB, os donos da record, o senador gilvam dono de império de comunicação. Pra esses a falta de transparência é boa. E tem mais, é o deputadeo jorge amanajás que tem que exp0licar o orçamento da assembléia, porqwue ele não abre a caixa preta!

  • Alcilene,
    Avisa pros nossos dePUTAdos, que o cocô quando sai jamais volta. O que o DePUTAdo Dalton fez foi apenas jogar mais m… no ventilador, que no momento soprava justamente sobre o plenário da Assembléia Legislativa.
    Manoel

  • é observador, pra quem tem memoria curta o unico que eu via questionar o orcmento absurdo da assembleia era o ex deputado estadual randolfe…

  • Em um Estado que se desrrespeita por completo o direito do cidadao, como no Amapa,éra de se esperar que um “Parlamentar” que assume uma postura desvairada como esta agisse como um rato, fugindo de seu compromisso como a moral, custumes, honestidade de pensamente e principios, a bem da verdade esperamos que “Parlametares” como Dalton Martins Busque se encontrar como ser humano pelo menos para que não se perca a possibilidade de ter existetido sem ter feito algo positivo pra ele mesmo na sua historia, já que no povo do AMAPA, ele ate hoje nao pensou e olho que ele não é o unico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *