Amapá que empreende: empresas abrem suas portas para ajudar moradores de Macapá.

No décimo dia de apagão, o estado do Amapá tem enfrentado, cotidianamente, os desafios de uma crise humanitária. A dificuldade de ter acesso não só a energia elétrica, mas água potável, alimentos e muitas vezes, o mínimo conforto de um banho completo e ventilação. 

Nesse cenário, o comércio local se dividiu entre as empresas que não interromperam suas atividades, e pequenos comerciantes, que perderam quase todo o estoque de produtos refrigerados por falta de estrutura. A lei da oferta e da procura levou muitos empresas a um maior faturamento. Produtos essenciais nesse momento, como água mineral e gelo, rapidamente sumiram dos freezers e prateleiras. Galões que antes custavam R$6,00 foram comprados por valores entre R$17,00 e R$23,00 em comércios locais.

Há ainda, os empreendedores que, frente à crise, disponibilizaram seus espaços para o atendimento gratuito aos moradores. “Quando cheguei aqui e vi que do outro lado da rua as pessoas estavam enchendo baldes com a água do Rio Amazonas, convidei para vir pra cá encher”, conta Willy Misil, proprietário do Quilombo Sankofa, localizado na orla do Araxá, que tem usado a estrutura do bar para atender a comunidade e arrecadar alimentos não perecíveis. 

Completando um mês de inauguração durante o apagão, a Make Me, loja especializada em maquiagem para a pele negra, teve o espaço físico, localizado no Vila Nova Shopping, alagado com a tempestade do dia 03/11. “Vamos ter que mudar os móveis, arcar com mais esse custo  e trabalhar muito para arrumar o que ficou prejudicado. Infelizmente não temos wi-fi na loja, mas conseguimos fornecer tomadas, compramos extensão e estamos levando assim, para também ajudar nossos clientes” relata Brunna Silva, proprietária da empresa. 

No bairro central, a loja especializada em plantas e paisagismo Nega Verde tem disponibilizado energia, água potável e gelo para os moradores do bairro. Além de ser um ponto de arrecadação de alimentos. O espaço fica localizado na Av. Ernestino Borges, 56A e funciona em horário comercial. 

Já ao extremo leste de Macapá, o mercado Sabor de Carne tem prestado um auxílio essencial ao bairro Marabaixo II. Emprestando os carrinhos de compras para que os moradores pudessem transportar água entre suas casas, além de oferecer energia, distribuir água e banho a quem precisa. 

O box de Crossfit CrossZone, na avenida 1° de Maio, no bairro do Trem, tem ajudado desde o dia 06/11 com doação de água filtrada, água para banho, disponibilidade de banheiros e chuveiros e internet a quem precisa. 

Há também, vakinhas sérias sendo organizadas de forma institucional ou independente, voltadas para a arrecadação de mantimentos para as comunidades mais atingidas e regiões mais remotas aqui da capital. O link para essas informações você encontra no Instagram, e pode ajudar nos projetos com qualquer quantia em dinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *