Alunos da Escola SESI avançam para a segunda fase da Olimpíada Nacional de Ciências

Em uma disputa que reuniu mais de 2 milhões de estudantes de todos os estados do Brasil, 37 alunos da Escola SESI garantiram vaga na segunda fase da Olimpíada Nacional de Ciências (ONC). A edição deste ano, por conta da pandemia do coronavírus, aconteceu de forma remota. Para avançar à próxima etapa, os estudantes tiveram que demonstrar seus conhecimentos em Astronomia, Biologia, Física, História e Química, em uma prova individual contendo 20 questões.

Os participantes são do 8º e 9º ano do Ensino Fundamental, 1º e 2º ano do Novo Ensino Médio e 3º ano da Educação Básica articulada à Educação Profissional (EBEP). No dia 12 de setembro os adolescentes e jovens irão participar de mais uma prova – desta vez, presencial –, para, então, serem selecionados os medalhistas. A cerimônia de premiação acontecerá em 29 de outubro, em Brasília.

A ONC é promovida com objetivo de despertar e estimular o interesse pelas ciências naturais, além de identificar estudantes talentosos e incentivar seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas, bem como proporcionar desafios que aprimorem as formações dos participantes e contribua para a melhoria da qualidade da educação básica e promova a inclusão social por meio da difusão do conhecimento.

Mobilização

Diante das mudanças vivenciadas durante a pandemia, a Escola SESI mobilizou uma equipe de professores e coordenadores para dar apoio aos alunos que se inscreveram na competição. Jackson Silva, Jesuene Souza, Dilena Gurjão, Eraldo Júnior, Andreia Santos e Jhon Trindade estiveram à frente das atividades relacionadas à olimpíada.

Com foco na preparação para a próxima prova, os estudantes participarão de revisões e aulas extras oferecidas pela escola. De acordo com o representante do SESI Amapá na ONC, professor Jackson Silva, o resultado alcançado é significativo, tendo em vista todos os desafios que a educação tem passado.

“A pandemia tem mudado muito nosso modo de ensinar e estar próximos de nossos alunos. Temos experimentado novas maneiras de repassar conhecimento e eles, certamente, também estão se esforçando para corresponder. O desempenho que demonstraram no teste é fruto de um trabalho que envolve muitas pessoas, e que exige o empenho dos estudantes”, destacou o professor.

Gerência de Comunicação Corporativa SESI/SENAI – AP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *