Alunos da Escola SESI Amapá recebem tablets para auxiliar nos estudos

 Alunos da Educação Infantil ao Ensino Médio da Escola SESI Visconde de Mauá agora contam com tablets para estudar. A ferramenta foi entregue pela instituição, com o objetivo de auxiliar os estudantes no processo de aprendizagem, tendo em vista que devido a pandemia de Covid-19, as atividades escolares passaram a ser realizadas de maneira remota.

Os aparelhos vêm com chip com serviços de dados móveis para garantir conexão à internet. Também têm todos os aplicativos e plataformas educacionais, utilizados durante as aulas, instalados e prontos para serem acessados. A iniciativa tem o propósito de aproximar pais, alunos e professores por meio da interatividade e dinâmica de troca de informações.

Com os tablets em mãos, o estudante poderá participar das aulas online, realizar pesquisas e as tarefas propostas. A superintendente do SESI Amapá, Alyne Vieira, reforça que a escola tem trabalhado para dar apoio aos alunos de modo que o processo de aprendizagem não seja interrompido.

“A tecnologia é uma aliada fundamental para minimizar os impactos da pandemia em diferentes âmbitos. Na educação não é diferente. Nosso intuito é oferecer suporte para que nossos alunos consigam acessar os conteúdos e seguir com os estudos, que se tornou diferente nesse cenário que vivemos, por exigir a utilização de instrumentos inovadores”, frisou a gestora.

Rafaela do Nascimento tem dois filhos matriculados na escola, um no pré e outro no sétimo ano. Segundo ela, o equipamento vai ser um importante apoio, inclusive no momento de organizar ambos para participar das aulas.

“A ferramenta vai ajudar muito. Meu filho mais velho já possui computador em casa, mas o menor, não, utilizava celular para participar das atividades, mas não é o ideal, porque o aparelho recebe mensagens, ligações e isso interrompe o aluno no momento do estudo. Por conta desses fatores, ele nem sempre conseguia assistir às aulas ao vivo, somente gravadas. Agora com o tablet, vai poder acompanhar no mesmo horário”, comentou a mãe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *