Acidente entre uma BMW em alta velocidade, e um Celta, mata dois trabalhadores

 

Motorista que conduzia a BMW não era habilitado

Um grave acidente envolvendo dois carros matou na noite desta  sexta-feira, 15, Neide Aragão de 37 anos e Mickel Pinheiro de 42 anos que morreram no local. O acidente ocorreu na Avenida Padre Júlio com a Rua Paraná no centro, em frente a Aerc.

 

Dalson da Rocha Ferreira, 39 anos condutor do outro veículo (BMW) envolvido no acidente e o passageiro Artemio Nunes dia Santos, de 26, foram socorridos e levados ao Hospital de Emergência, onde passam bem.

Foram encontradas garrafas de bebidas no carro, mas não foi possível realizar o etilômetro porque o condutor estava sob cuidados médicos. O Detran verificou no sistema e descobriu que Dalson não era habilitado. O veículo foi apresentado ao Ciosp do Pacoval como objeto do crime.

Neide e Mickel trabalhavam juntos na Confraria Semblano e todos os dias ele que morava no Brasil Novo, antes de ir para sua casa deixava Neide na sua residência no Congós.

  • Que tristeza, depois de uma noite de trabalho, indo deixar uma colega de trabalho, serem atingidos por um ser que estava em pleno lazer e virem a óbito, enquanto o infeliz e seu acompanhante de farda, estão vivos e prontos para entristecer mais outras famílias.

  • Toda a solidariedade à Suanny e a todos os colaboradores da Confraria Semblano. É inadmissível que em época de pandemia, as pessoas ainda se aventurarem nas baladas e, pior, misturando alcool e direção. Que este crime não fique impune!!!

  • Primeiramente meus sentimentos a familia que perderam os seus. Uma pergunta porque não colheram sangui do motorista que causou o acidente? Em qualquer outro lugar isso e inadmissível. E agora como fica os filhos e famílias das vitimas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *