• já tirei muitas fotos como essa. É clássica de quem é boêmio e amanhece para tomar café com tapioquinha na rampa do açaí, no Santa Inês. Coisa boa. rsrsrsrs…

  • Além da beleza quase poética que nos remete essa imagem, há algo tão importante que merece ser refletido. É o seguinte, pra começo de conversa não sou economista, mas me interesso e acompanho a cadeia de produção do nosso rico e majestoso açaí, assim, percebo que quase não há, em momento algum, fiscalização sanitária ou da fazenda do estado. Conclusão, apesar de quase não gerar divisas para a receita do estado a população corre o risco muitas vezes de consumir um produto de qualidade questionável e de preço bastante indigesto (isso sem falarmos no preço de nossa farinha de mandioca).

  • Bela foto. Mas ilustra uma verdade jogada para debaixo do tapete: lá onde o sol nasce é o Estado do Pará, fonte do “nosso” açaí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *