“A prioridade é tirar o Amapá do racionamento o mais rápido possível, e garantir auxílio emergencial à população”. Segundo apuração da Globo, foi o que Davi disse a Bolsonaro

https://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2020/11/19/senado-diz-que-alcolumbre-convidou-bolsonaro-para-viajar-ao-amapa.ghtml

_Estado enfrenta crise no fornecimento de energia há mais de duas semanas. Em nota, Senado informou que expectativa é que viagem aconteça neste sábado (21)._

O Senado divulgou uma nota nesta quinta-feira (19) na qual informou que o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), convidou o presidente Jair Bolsonaro para uma viagem ao Amapá. Segundo a nota, a expectativa é que a viagem aconteça neste sábado (21).

O Amapá enfrenta uma crise no fornecimento de energia desde o último dia 11. Municípios da região chegaram a ficar totalmente sem energia desde que um incêndio atingiu a principal subestação do estado, no dia 3 deste mês.

“O presidente do Senado chamou o presidente Bolsonaro para ver de perto a situação no Amapá. A data não está confirmada, mas a expectativa é de que Bolsonaro desembarque em Macapá ainda neste sábado (21)”, diz a nota.

*Bastidores da reunião*

A TV Globo apurou que, na reunião com Bolsonaro, Davi Alcolumbre cobrou ações efetivas por parte do governo para socorrer as famílias atingidas pelo apagão.

Alcolumbre teria dito ao presidente que “culpados terão que aparecer” e que os responsáveis terão que ser punidos. Na avaliação do presidente do Senado, houve falha na fiscalização, mas a prioridade deve ser “tirar o Amapá do racionamento o mais rápido possível e garantir auxílio emergencial à população”.

A TV Globo apurou ainda que, depois de um relato detalhado da situação, Alcolumbre fez o convite a Bolsonaro.

Alcolumbre tem dito nos bastidores que entende que “não é o momento” para o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, deixar o cargo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *