O jornalista esportivo e assessor de imprensa da SEDEL, Mário Tomás, foi violentamente espancado no domingo à noite na Praça Zagury. Mário foi tentar fazer fotos do jogador Maicon Gaúcho, em um pagode na Praça Beira Rio, quando teve sua máquina quebrada e foi espancado por dois homens que acompanhavam o jogador do Santos.

 

Nota de esclarecimento

 

A diretoria do Santos Futebol Clube esclarece que em reunião realizada hoje, 5, decidiu pelo afastamento do jogador Maicon Gaúcho das atividades do grupo por faltar ao treino desta segunda-feira e conduta inadequada a um atleta profissional.  O jogador supostamente estaria envolvido em ato covarde de agressão física ao jornalista Mario Thomaz, nesta madrugada.

O Santos Futebol Clube informa que não aceita que seus contratados tenham esse tipo de atitude condenável, tanto no esporte como na vida em sociedade. Por isso, aguarda manifestação judicial da culpabilidade do atleta, a fim de tomar qualquer decisão mais severa.

A diretoria do Peixe da Amazônia se solidariza ao jornalista Mario Thomaz, ao mesmo tempo em que repudia o ato covarde praticando contra esse profissional da mais alta competência e importância na divulgação do esporte amapaense.