Violência

O jornalista esportivo e assessor de imprensa da SEDEL, Mário Tomás, foi violentamente espancado no domingo à noite na Praça Zagury. Mário foi tentar fazer fotos do jogador Maicon Gaúcho, em um pagode na Praça Beira Rio, quando teve sua máquina quebrada e foi espancado por dois homens que acompanhavam o jogador do Santos.

 

Nota de esclarecimento

 

A diretoria do Santos Futebol Clube esclarece que em reunião realizada hoje, 5, decidiu pelo afastamento do jogador Maicon Gaúcho das atividades do grupo por faltar ao treino desta segunda-feira e conduta inadequada a um atleta profissional.  O jogador supostamente estaria envolvido em ato covarde de agressão física ao jornalista Mario Thomaz, nesta madrugada.

O Santos Futebol Clube informa que não aceita que seus contratados tenham esse tipo de atitude condenável, tanto no esporte como na vida em sociedade. Por isso, aguarda manifestação judicial da culpabilidade do atleta, a fim de tomar qualquer decisão mais severa.

A diretoria do Peixe da Amazônia se solidariza ao jornalista Mario Thomaz, ao mesmo tempo em que repudia o ato covarde praticando contra esse profissional da mais alta competência e importância na divulgação do esporte amapaense.

  • A diretoria do Santos tomou a medida correta com relação ao “jogador”. De esportita esse cara passa longe, deveria que seja indiciado criminalmente. Agredir um profissional como o Mário vai além da violência pura. Mário trata todos com respeito e carinho, nunca vi tomando qualquer atitude violenta com qualquer pessoa. Que o MT se recupere logo e volte ao trabalho de imediato. Lamentável.

  • Devemos repudiar qualquer tipo de violência. Ainda mais nesse tipo de situação onde o pseudo jogador foi ajudado por dois comparsas. O Santos tomou a atitude certa ao afastar o jogador do plantel. Já no âmbito judicial o “atleta fanfarrão” deveria estar preso e responder criminalmente por seu ato covarde.

  • Nunca ouvi falar no tal jogador,talvez por não ser realmente um atleta ou se portar como tal,meu repúdio ao ato covarde e à quem o práticou.Ao jornalista desejo td de bom e que esta barbárie não fique impune.

  • Covardia e falta de respeito com a imprensa amapaense! deve e tem que ser apurado,julgado e condenado por esse crime.

  • Quem é esse malaco que atende pelo nome de Maicon Gaúcho? Será aprendiz do Bruno picadinho? Cada maluco que importam p/cá.

  • Conheço o jornalista Mário Tomaz: Pessoa séria, responsável e um bom profissional. Em particular as pessoas que militam no esporte amapaense sabem de sua retidão, infelizmente foi covardemente espancado qdo desenvolvia sua atividade profissional. Força amigo: receba minha solidariedade.
    1 Grande Abraço do Amigo: Matta.

  • Presto minha solidariedade ao Jornalista esportivo que sofreu este barbaro ataque, mais as vezes já ouvi este mesmo jornalista bater muito na midia neste jogador chamado ñ sei o que gaúcho, que batesse dentro de um jornalimso etico e dentro dos limites da liberdade de imprensa, eu pessoalmente lamento demais este ato agora que isto sirva de analogia para muitos jornalistas que nem formados são que falam as piores barbaridades no rádio pela manhã, entre eles Carlos Lobato, Da lua, Rodrigo Portugal, GB, Luis Melo, sei não gente isto ñ justifica mais tem homem que não leva desaforo pra casa não, tenho um irmão quando brigava na rua e chegava aqui em casa com a boca quebrada meu pai que ja é falecido se encarregada de lhe dar um monte de tapas, estes “Dubles” de jornalistas que se cuidem hem…Mario Tomaz se restabeleça vc é um grande jornalista…amém

  • ESSE TAL DE MAICON GAUCHO,VEM DO SEU ESTADO QUE DEVIA TA PASSANDO FOME.PARA QUERER SE O TAL AQUI.VOLTA PARA SEU ESTADO O AMAPA TA CHEIO DESSE MAU ELEMENTO QUE VEM DE OUTRO ESTADO,FORÇA MT…..

  • Nenhum tipo de violência se justifica, porém fica dificil de tecer qualquer comentário sem que se ouça as duas partes. Até agora só ouvi críticas ao comportamento brutal desse tal jogador, entretanto, não vi nem ouvi qualquer jornalista narrando o fato como teria acontecido; e nem procurado o jogador para dar a sua versão. Acho complicado, apenas por uma questão de corporativismo, condenar alguém por antecipação. Repudio sob todos os aspectos a agressão cometida contra o jornalista Mário Thomaz, mas não posso classificar o jogador do Santos como “bandido”, “mal caráter”, “malaco” etc., sem saber como de fato aconteceram as coisas. Será que alguma dessas pessoas que estão “atirando pedras” impiedosamente contra esse agressor pode nos contar o que aconteceu, até para que nós também possamos nos juntar a elas, clamando por justiça?

    • Acho que você viajou na maionese, o cara está todo arrebentado, deve ter quebrado alguma coisa, quem sabe uma costela e você ainda quer ouvir a outra parte? kkkkkkk essa foi boa. Se liga.

        • Imagine se todo juiz julgasse o réu levando para o lado pessoal, imaginando que o crime poderia ter sido cometido contra um membro de sua família? Não haveria cadeia para tantos condenados. Pois fique sabendo que, de acordo com a educação que eu tive, eu procuraria sim saber da verdadeira história, mesmo que fosse alguém da minha família; embora, jamais concordasse com a violência como mecanismo para resolução de problemas. Não acho que parentesco seja passaporte para cometer desatinos, crimes etc. Você, talvez, seja daquelas pessoas que acham que um irmão, por exemplo, pode cometer a barbaridade que for que ele sempre estará com a razão. Eu prefiro pensar na irmandade como algo maior: aquela pregada por aquele “homem” que nos trouxe a mensagem de paz, onde todos estamos intimamente ligados; onde direitos são dados a quem os tem. Quanto ao “hipócrita”, desvencilhe-se desse ódio, ele faz mal ao espírito!!!

      • Acho que o seu sarcasmo é um infeliz despropósito. Em nenhum momento defendi os agressores, apenas gostaria, como uma pessoa prudente, de ouvir os dois lados. É claro que, como ser humano, me sinto chocado com a imagem do jornalista com o rosto todo deformado, mas acho que essa história ainda não está totalmente esclarecida para que possamos condenar o jogador. Porém, seja qual tenha sido o motivo, a violência é sempre um ato abominável e asqueroso; e, portanto, deve ser repudiada e aqueles que a praticam devem ser punidos exemplarmente.

  • Acho que ele esta no esporte errado! Pede para ele começar a praticar luta livre para vê se ele aguenta mesmo. Ninguém aceita esse tipo de atitude, não toleramos mais um Edmundo da vida aqui no Amapá.

    • Engraçado…
      Eu queria saber o que justifica essa agressão, pq na Educação que eu tive, nada justifica tal fato!
      Teve um rapaz que insinuou que não foi assim que aconteceu, então porque esses agressores não se manisfestaram ainda??? Falar é muito fácil, quero ver provar! O fato é que o Mário Tomaz é reconhecido sim como um excelente jornalista e eu acredito mesmo q o cara que ajudou a espancá-lo estivesse embriagado, senão pq ele encheria tanto o saco pra tirar fotos? O cara vem lá do inferno, não é ninguém no estado dele e pensa que pode chegar aqui e bagunçar??? Eiiii, não é assim que a banda toca! Justiça deve ser feita e os culpados responder por seus atos criminosos! #prontofalei!

  • nada justificar a covardia desse ataqie brutal, mas eu pergunto, pq o Mario Tomhaz foi tirar foto do cara no pagode? cada um cuide de sua vida e o Santos q cuide de seus jogadores.

  • Li nesses comentários várias demonstrações de apoio ao agredido, concordo que não é por meio de violência que se resolvem as coisas, entretanto, gostaria de saber se já se ouviu a versão por parte do suposto agressor? Por que esse pseudo-jornalista tb não é flor que se cheire. Certa vez ele escapou de apanhar em frente uma faculdade por ter mexido com a mulher de um cara….rs…Então sabe Deus se ele não foi dar uma de paparazzo enxerido e acabou levando uma boa coça…

    • Sabe, vou carregar um maul de guerra e quando alguém me aporrinhar a paciência vou estourar a cabeça do cretino, né? Sem noção da p….! Pior que é arriscado uma tosqueira destas ficar num TC de nada e o maloqueiro sair rindo da cara da sociedade!

    • Que horror seu comentário,então violencia deve gerar violência,é isto?Acredito que toda figura pública (no caso o tal jogadorzinho)esta sujeito às lentes dos profissionais da imprensa e portando,tem que saber lidar com isto.Imagine se toda pessoa pública(politicos,jogadores,artistas em geral,etc.)sair dando porrada por causa de uma foto ou noticia sobre sua figura,estamos ferrados.É isto que dá dar ibope p/esses despreparados,fanfarrões da vida.AFF!

      • Profissionais da imprensa, onde? Aqui no Amapá? não me faça rir. Na sua imensa maioria não são profissionais e sim um bando de jabazeiros, poucos são os que tem compromisso com a notícia séria.

  • É uma pena que essa truculência tenha acontecido com o Mário, que há muitos anoss divulga o esporte aqui no Amapá.Sob quaisquer aspectos, esse tipo de violência não deve ficar impune até para que outros não venham mais a praticar atos dessa natureza. Nossa solidariedade ao Mário!

  • Um Grande absurdo este fato, melhoras pro Mário Tomás.. E, cadê a nossa policia nessa hora?! Sabemos porém, que infelizmente este não é um caso isolado, existe muitas brigas por ai, agressões, enfim.. Cadê a nossa segurança publica? Macapá está crescendo e junto com ela esses tipos de atitudes, espero que isto nao fique impune.

  • Mário Tomaz, além de um conceituado repórter esportivo é acima de tudo um batalhador. Um homem que vive com grande dedicação, no exercício da profissão que escolheu e tanto ama, seja nos programas de rádio, televisão ou ainda nas noites amapaenses em busca de um extra, na cobertura de eventos sociais. Uma afronta para a classe jornalística do Estado, mas acima de tudo a muitos outros trabalhadores, que suam a camisa na busca por uma melhor qualidade de vida. Nada justifica a agressão física. Força MT.

  • Tem acabar com esse falso moralismo.Essa história de serm contra a violencia. Esse fdp tem que pagar com a lei de talião. Tem que levar muita porrada, também e sentir o gosto do sangue na boca. Se acontecesse em outro lugar esse fdp, já estava na cova.

  • Mário Thomaz, vc tem minha solidariedade. pois nada justifica a violência. Seja jogador ou não, o ato contra você é coisa de gente covarde e marginal. Busque o caminho de Justiça.

  • Quero registrar minha solidariedade ao Mário; desejo no mais amplo sentido da palavra que haja JUSTIÇA, que o direito do contraditório prevaleça, mas que não ocorra impunidade; violência alguma pode imperar no faz de conta, a imagem causa indignação e repulsa diante de tamanha covardia. Abraço Mário… Deus abençoe sempre seus passos.
    Alexandre Souza Amaral

  • O Santos tem que mandar embora este jogador marginal e a justiça precisa punir tanto o jogador quanto seus colegas truculentos. Trabalhei durante 11 anos com o Mário Tomaz e ele sempre foi um jornalista muito responsável com o que divulga nos programas onde participa. Ele estava tentando fotografar o jogador-marginal no pagode para mostrar que em vez de estar treinando,estava por aí, tomando cachaça. Aliás o Amapá está se especializando em contratar jogadores que não fazem sucesso, mas ostentam os nomes de Fulano Gaúcho, Sicrano Paulista, Beltrano Carioca.
    Meu amigo Mário, foi um choque ver essa imagem sua, mas tenho certeza que você, como grande pessoa que é, vai superar tudo isso. Um abraço.

  • Acho incrivel o poder que as pessoas tem de de ser Deus,não concordo com essa violencia de forma alguma,que tal ler a materia.,porque sera que ouve essa violencia? o reporte tava sentadinho sem fazer nada? toda história tem duas versões sera que a do reporter é a verdadeira? acho que Deus nós deu direito de ir e vir,se vc tem o seu eu quero ter o meu.violencia não é so no bater e sim também no julgar e so o homem lá de cima tem esse poder de julgar.

  • Caríssimo Mário Thomaz:
    Prossiga no seu labor. Apenas aqueles que têm coragem e independência atrevem-se adotar a sua postura.

  • A verdade é q este caso vai gerar uma boa indenização, o jornalista ñ vai parar por aí (ele ia passando e viu o jogador bebendo? Ou agora ele é paparazzo? O jogador tava enchendo a cara (quando se tem um objetivo, abrimos mão de muitas coisas)… e na verdade foram os “amiguinhos” do tal jogador que enterraram de vez a carreira dele agora….Diga-me com quem andas e eu te direi quem és!

  • É o que está faltando nesta nossa Terrinha: As pessoas da terra serem agredidas por alienígenas, quando estão exercendo sua profissão. Vamos aguardar as consequencias desse desatino.

  • Mário Tomaz
    Solidarizo com vc, tanto pela sua coragem e responsabilidade que conduz seu trabalho quanto pela sua obstinação em levar a informaçào do esporte à nossa sociedade. Conte comigo para que estes covardes paguem pelo que fizeram…a Justiça tem que ser feita.
    Abraços
    Paulo Veiga

  • Jogador de outro estado aq em mcp?pow nunca vi nem um jogador aq do estado enrriquecer!!!Papudinhos tem Muitos isso Sim!!kkkkkkkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *