E a PF, aquela linda, não para de ocupar o  Amapá.

Ontem, ela ocupou a PROG e a Seplan, levando documentos e computadores. E levou 10 pessoas em condução coercitiva.

Na Operação Mãos Limpas IV (acho que ainda vem umas 100 por aí), A PF investigou “Termos de Transigência” de pagamentos de dívidas que foram reconhecidas e pagas pelo estado, mas com grande pinta de suspeitas.