Provando Miami: mini guia gastronômico da cidade.

*Coluna O Mundo por Aline (Aline Monteiro)

Provando Miami: mini guia gastronômico da cidade

Essa semana vamos falar de gastronomia desse lugarzinho tão queridinho dos brasileiros e que tem uma cena gastronômica pra ninguém botar defeito?

Miami é um verdadeiro caldeirão de gente de todos os lugares do mundo e, consequentemente, tem grande oferta multicultural na culinária também. Tem uma pitadinha da história de muitos povos, já que a cidade é repleta de imigrantes, que há muitos anos fazem de lá sua morada e, consequentemente, influenciam como ninguém a culinária local.

Os caribenhos e latinos em geral são os que mais marcam presença (sobretudo os mexicanos, cubanos, haitianos e jamaicanos) e saiba que por lá você encontrará comida boa para todos os gostos e bolsos! Toda hora tem algo surgindo e novos empreendimentos do ramo abrindo. Eles, sem dúvida, estão com tudo e cheios de novidades pra oferecer!

Mas bora deixar de conversa e vem já comigo conferir um pouquinho do lado foodie desse lugarzinho americano tão queridinho por nós brasileiros:

– Time Out Miami: recém-inaugurado, esse é mais um mercado da marca TIME OUT (assim como Mercado da Ribeira de Lisboa), que abriu suas portas no último mês de maio, reunindo no mesmo espaço stands de diversos chefs e conhecidos restaurantes da cidade. São tantas delícias que você vai ficar cheio de dúvidas na hora de escolher o que comer.

 

 

 

Sanduiche Cubano

 

Boas opções de drinks

Arthur: meu mini foodie e sua escolha nipônica no Time Out

 

– Café Versailles: esse é um clássico! Fundado em 1971, ele fica no bairro de Little Havana, e é considerado um dos restaurantes de comida cubana mais famosos do mundo! Até serviu de cenário nas gravações do filme “Chef”! O cardápio é extenso e variado, com ótimos preços e pratos bem servidos. É cozinha tradicional de Cuba de primeira, isso sem falar na melhor margarita e mojito que já provei na vida!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Arroz con leche: uma das muitas heranças da Espanha na culinária dos países colonizados

– Wynwood Diner: localizado numa das áreas mais promissoras e visitadas atualmente na cidade, o descolado bairro de Wynwood, além da arte de rua, tem se destacado também pela cozinha criativa e despretensiosa de seus restaurantes e bares. Esse é o caso do Wynwood Diner, que fica num espaço bem bonito, tem música e um cardápio com muitos drinks, hambúrgueres e comidas clássicas americanas com uma pegada moderna.

 

 

 

Restaurantes que eu não consegui ir mas estão indicados em outros blogs e nas dicas de amigos viajantes (vá lá e depois conta pra gente sua experiência!):

– Zuma: provavelmente esse é o restaurante mais “bam bam bam” da cidade! Um japonês sofisticado, que fica dentro do Epic Hotel e dizem ser um dos melhores do planeta quando o assunto é culinária japonesa.

zuma.png

– Joe’s Stone Crab: esse aqui tem fila na porta e vive lotado de gente louca pra provar as patinhas frescas de caranguejos e os vários tipos de frutos do mar que eles oferecem.

 

Dicas finais: não deixe de fazer reserva quando o restaurante for um dos badalados e não esqueça que a gorjeta americana pode variar de 15% a 22% do valor total da conta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *