Wank do Carmo, filho do pioneiro Walter do Carmo, sofreu um acidente e tem fratura exposta no braço e esmagamento nas articulações.

Wank passou dias no corredor do Pronto Socorro até conseguir um leito. Está lá há 10 dias e ainda não conseguiu ser operado. Ontem, segunda-feira, sua cirurgia foi suspensa novamente, segundo o médico que iria lhe operar, a suspensão se deu por que o Governo do Estado do Amapá não pagou o fornecedor de pinos metálicos.

Com dores, Wank está tomando analgésicos há 10 dias e ocupando leito, pois se tivesse sido operado já estaria de alta.

A má gestão soma-se a irresponsabilidade, a desumanidade e a falta de misericórdia com a dor de quem está sob os cuidados do estado.