Paisagem urbana

Manhã de domingo em Macapá.

Hildemar Maia com Timbiras...Foto: Postada no twitter por Rizonilson

No sábado a noite, na esquina da Hamilton Silva com Almirante Barroso, mais um acidente. Toda semana tem um.

Acidente de carro, no domingo pela manhã, com uma cidade quase vazia, é demais, né não?

Eu não consigo entender por que tanto acidente de trânsito em Macapá.

Quem sabe, escreve aí.

  • Pode ser hipotético, mais acredito que a falta de sinalização e ruas bem pavimentadas são fatores relevantes. Por outro lado, um efetivo aparato de fiscalização coibiria os exageros, principalmente com a pressa e o abuso com bebidas. Percebo que é comum ver pessoas com efeito de bebidas alcoólicas dirigindo.
    Preserve a vida, quero ver você vivo!!!

  • Pode ser hipotético, mais acredito que a falta de sinalização e ruas bem pavimentadas são fatores relevantes. Por outro lado, um efetivo aparato de fiscalização coibiria os exageros, principalmente com a pressa e o abuso com bebidas. Percebo que é comum ver pessoas com efeito de bebidas alcoólicas dirigindo.

  • O problema e a mardita da cachaça, duvido se estes dois ou um deles nao estavam com o sangue ate o toco de alcool.

  • NAO PRECISA SER NENHUM “ADIVINHO”, SAO AS MILHARES DE CARTEIRAS DE MOTORISTAS QUE O SR. ANTONIO “CARTEIRA”, OPS NOGUEIRA ENTREGOU CONFORME O MPE COMO COMPRA DE VOTOS…AI MANO É UMA DAS CONSEQUENCIAS ALARMANTES DE ACIDENTES DE TRANSITO EM MACAPÁ.

  • existem acidentes e criminalidade durante o dia inteiro mais as autoridades policiais, transferen toda a responsabilidade para os eventos e para a vida noturna da populacao ai fiscalizao a noite toda tem mais policia na rua a noite do que de dia enquanto que a maioria da populacao esta na rua de dia. isso é um ponto tem varios e todos sabem mais um culpa o outro e fica tudo na mesma.

  • Acredito em uma serie de fatores que contribuem para o problema do transito em Macapá: em primeiro lugar, falta de sinalização, uma boa engenharia do transito e recursos tecnológicos resolveriam essa parte. Segundo, trabalhar a educação no transito e o respeito complementariam. Terceiro, punição aos infratores, a impressão que eu tenho quando dirijo em Macapá e de uma cidade sem Leis. O pedestre que anda no meio da rua, animais soltos, motoristas que transformam seus veículos em verdadeiras armas. E ninguém e punido por nada

  • A maioria dos acidentes são cometidos
    por Jovens Abaixo de 18 anos ,isso quer dizer q os pais desses jovens são os responsaveis por tanto acidente (hj o jovem nao passa a andar de Bicicleta aos 15 ou 16 anos o pai ja da logo uma moto de presente ai vem a inresponsabilidade.)

  • Carteiras “N”, bebedeira, buraqueira, falta de sinalização, de fiscalização eletrônica e dos guardas. Além, claro, da falta de educação e orientação da família. Como bem lembrou um leitor do blog, tem muito pai irresponsável que dá o carro ou moto p o filho menor e não habilitado.

  • Não creio que a maior parte dos acidentes sejam devidos a ingestão de bebida alcoolica, são devidos sim ao despreparo e irresponsabilidade dos condutores que já se habituaram a fazer o que bem entendem nas ruas da cidade, e quem não quer ter seu carro batido e sua vida retirada é que tem que se vivar para não virar mais um número na estatistica de acidentes.

  • Muitos já tentaram, mas nem o grande astro consegue dar a resposta para esta questão extremamente complexa.

  • Macapá sofre de um mal chamado: IGNORÂNCIA. A falta de informação sobre as leis de trãnsito gera um problema comportamental crônico. Tem muita gente que realmente não conhece o trânsito e que não sabe se comportar dentro dele. Quem passa pela autoescola não aprende tudo, ou não aprende da maneira adequada e quem não passa por elas é um ser ainda mais ignorante.

  • Irresponsabilidade em conluio com a impunidade. Macapá deve ter os piores motoristas do Brasil, mas, como diria Dalton, “muito estranho”, a maioria tem CNH. Nunca vi motoristas tão displicentes, que dirigem seus veículos com tamanha irresponsabilidade e informalidade que temos a impressão que, para esses o carro é uma extensão da sala de sua casa, de seu quarto, ou muito pior, de seu banheiro. E, se cometerem um crime de trânsito (acidente é eufemismo) a possibilidade de ser punido é de 0%. Ou alguém pode me apontar pelo menos um que matou no trânsito por aqui, que foi condenado e tá preso?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *