A operação “Senhores da Fome” deflagrada no dia 31 de outubro pela Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, Controladoria Geral da União e Tribunal de Contas da União para investigar o desvio de recursos destinados a merenda escolar do Amapá mostrou um desvio de aproximadamente R$ 2 milhões da atuação de empresários, diretores de escolas e servidores da Secretaria de Educação do Estado do Amapá. O desdobramento da ação revelou áudios do esquema criminoso.

Ouça o áudio: