O Poetinha da Amazônia comemora 55 anos de vida

Daqui uns dias, 14 de junho, ele completa 55 anos idade, mas eternamente com alma de menino. Menino que desde de muito cedo brinca de fazer canção. Compositor, cantor, poeta, Osmar Junior carrega na veia a música com ideologia de quem se preocupa com a preservação da Amazônia, de seus rios, de seu povo. Faz canções principalmente sobre e para os povos da Amazônia. Não é à toa que ele é carinhosamente chamado de “O Poetinha da Amazônia”.

Já são mais de quarenta anos dedicados à música desde que iniciou aos 14 anos os estudos de violão com o maestro Oscar Santos. Na década de 80 fundou junto aos músicos Amadeu Cavalcante, Zé Miguel e Val Milhomem o Costa Norte, um movimento dedicado à investigação, divulgação e preservação da música produzida no Amapá. O Costa Norte foi um marco não só para a música local, mas da Amazônia. Fruto do desejo de falar e mostrar o que existia no extremo Norte do Brasil, nasceram as 10 músicas que vieram a compor o disco Sentinela Nortente, do seu parceiro de movimento, Amadeu Cavalcante.

As músicas gravadas no Sentinela Nortente foram apenas a primeira cartada de Osmar ao falar de ecologia e das injustiças sociais sofridas pelo povo da Amazônia. Anos depois, veio “Piratuba, a cantoria no lago”, um grito de defesa aos rios e biomas do Amapá. O seu trabalho mais recente, “Indiera”, narra nas canções a invasão do capitalismo na alma indígena, uma tentativa de chamar atenção para a ameaça que sofre a cultura do povo indígena.

E como bom poeta, Osmar também canta o amor, das belezas às amarguras do amor. É o compositor de baladas românticas como “Coração Tropical”, “Pra Nunca Mais” e “Todas as Flores”. Dos clássicos “Igarapé das Mulheres”, “Pedra do Rio”, “Tajá” e “Tarumã”, letras com expressões regionais que guardam um pouco da história e memória do Amapá, podendo transmitir às novas gerações o que talvez elas só possam conhecer através do que dizem as canções.

Ao longo da carreira as parcerias foram muitas, das bandas do início da juventude até o mais recente projeto chamado “Beatos Cabanos”, com os poetas Bruno Muniz e Marven Junius. E, para comemorar essas parcerias e mais um ano de vida, ele convida companheiros da música e amigos e admiradores do seu trabalho para viveram juntos mais um momento especial nesse lugar em que foi palco de outros tantos momentos especiais na vida do Osmar, o Bar do Abreu.

Texto: Andreza Gil

Serviço

Show Osmar Jr. ao vivo – Comemorando seu aniversário de 55 anos
Data: 14 de junho (quinta-feira)
Horário: 22 horas
Local: Bar do Abreu (Avenida Fab, 475, bairro Central)
Informações e venda de mesas: 99108-4395