Nota da deputada Aline Gurgel sobre sua posição na Reforma da Previdência

 

Informo ao povo do Amapá que me posicionei contrária ao texto base da proposta de Reforma da Previdência por entender que ela prejudica trabalhadores e trabalhadoras, do meu Brasil, especialmente do meu estado.
Nesse período em que se discutiu a Proposta, lutei junto aos colegas parlamentares de várias frentes para tentar alterar o texto original.

Minha luta para diminuir os impactos negativos sobre as mulheres, professoras e professores e trabalhadores rurais, rendeu. Nos movimentos da bancada feminina, conseguimos rever a pensão por morte; ampliar a proteção a maternidade e rever os cálculos do tempo de contribuição das mulheres. Nossa luta também resultou na retirada da parte do texto que alterava os atuais parâmetros da aposentadoria rural e do BPC – Beneficio da Prestação Continuada. Considero que foi uma vitória parcial, mas o texto que foi aprovado, é uma derrota para os que tem renda média e baixa.
Não decidi sozinha. Meu voto foi resultado de consulta a vários segmentos da sociedade amapaense. Minha decisão foi pautada na vontade do povo do meu estado. Não ficaria em paz com minha a consciência se fizesse diferente.

Seguiremos de cabeça erguida, sempre defendendo os direitos das mulheres, dos menos favorecidos e de todos os cidadãos brasileiros. Todas as coisas cooperam para bem daqueles que amam a Deus.

Deputada federal Aline Gurgel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *