O Fernando Hora foi exonerado do Prodap e a gente nunca soube quem invadiu por duas vezes a estatal de processamento de dados do Amapá. Em uma ocasião quebraram os e-mails de todos os servidores, até o do governador. Da outra vez, postaram uma nota mórbida comunicando o falecimento do governador.

Hora dizia que estavam sendo investigadas as invasões. Mas nunca deu resposta e ninguém foi punido pelo crime.