Os dois candidatos que disputam o segundo turno nas eleições do Amapá, Lucas Barreto e Camilo Capiberibe se colocam como candidatos da mudança.

E podem. Quem estava fora do chamado “grupo da harmonia”, eram o PSB, de Camilo Capiberibe, o PTB, de Lucas Barreto, além de PSOL e PSTU. E

Mas chegou a hora de fechar alianças que ninguém ganha eleição sozinho. O sistema eleitoral brasileiro é assim e buscar apoios das outras forças políticas faz parte do jogo eleitoral. E as outras forças políticas estavam juntas no mesmo barco.

Todos buscam apoios de todos. Mas quem vai governar é aquele que for eleito na cabeça de chapa. E pronto.

Os dois se colocam como mudança, mas precisam do apoio, das militâncias e dos eleitores daqueles que governaram e deram sustentação política para o ciclo político que se encerra em 2010.

O resto é mimimi pra discurso de militante.

Como estão as alianças e posições dos partidos

PDT e PP ainda não de pronunciaram oficialmente. Fontes dos dois partidos dizem que: PDT aprovou apoio a Lucas Barreto, mas Waldez não vai declarar voto a nenhum candidato, e PP aprovou apoio a Camilo, mas o governador Pedro Paulo também não vai declarar voto a nenhum.

Jorge Amanajás disse que o PSDB vai se manter neutro. Deputada Francisca Favacho, que foi vice na chapa de Jorge, está com Lucas.

Prefeito de Macapá, Roberto Góes, reuniu secretariado ontem e anunciou apoio a Lucas Barreto. E pediu o empenho de todos pra entrarem na campanha.

Senador Gilvan Borges declarou ontem no programa “O Estado é Notícia” que apóia Lucas Barreto.

PC do B aprovou apoio a Camilo Capiberibe.

Deputada Dalva Figueredo vai apoiar Camilo. Apesar de ser do PT, Dalva apoiou Pedro Paulo no primeiro turno.

Deputados estaduais eleitos Zezé, Manoel Brasil, Jacy Amanajás e Valdeco apóiam Camilo.

Deputados federais eleitos Luiz Carlos  e Davi Alcolumbre apóiam Lucas

Deputados estaduais eleitos Dalton Martins, Rosely Matos, Junior Favacho, Bruno Mineiro apóiam Lucas.

Lucas tem apoio dos prefeitos Zezinho (PV) de Pedra Branca do Amapari, José Maria Bessa de Oliveira (PDT) de Porto Grande, Rildo Gomes de Oliveira (PMDB) de Tartarugalzinho, José Carlos Marmitão, de Mazagão (PDT) e Peba (PSDB) de Amapá, de Cutias, Paulo Albuquerque, Francimar(PT) de Serra do Navio, além do prefeito de Macapá Roberto Góes.

Camilo tem o apoio dos prefeitos Antonio Nogueira, de Santana e Valdo Isackson, de Ferreira Gomes, ambos do PT. E do prefeito Aguinado, do Oiapoque.

Outros apoios já foram divulgados anteriormente aqui no blog.

Esses são os que pude confirmar. Qualquer alteração ou informação nova, podem postar na caixinha de comentários.