Jornalista Arilson Freires, da TV Amapá, apareceu ontem na matéria dos 40 anos do Jornal Nacional. Chique.

E arrasou em matéria no Jornal do Amapá sobre o aterro do rio e da área de ressaca em Laranjal do Jari. Arilson resgatou na matéria a imagem de uma “cangalhada” de políticos quando ocorreu o incêndio naquela área, em 2006, ano de eleição, prometendo resolver logo o problema dos moradores e comerciantes, com a construção de casas em outra área, e a urbanização do terreno onde aconteceu o incêndio, segundo eles mesmos, impróprio para moradias.

Na imagem apareceram dois ministros (era reeleição de Lula), o governador Waldez Góes, a deputada Dalva Figueredo e até o ex-prefeito João Henrique, que não dava conta nem de Macapá.

A construção de casas, como sempre, teve problemas na licitação.

Aproveitando a brecha e o não cumprimento das promessas daquela campanha, Gilvam Borges e Barbudo Sarraf, começaram a resolver o problema, de um jeito, digamos, do jeito deles.