Preparei-me bastante para este momento. Ao longo dos últimos anos trabalhei focado nas diretrizes traçadas pelo CNJ o que me possibilitou galgar a ascensão por merecimento.

Ao longo deste processo de promoção lutei incansavelmente para que os critérios objetivos da Resolução nº 106/2010 fossem observados e prevalecessem ao final.

Consegui o que pretendia e esta vitória traduz o coroamento de quem acreditou, desde o início, que merecimento não é sinônimo de amizade, apadrinhamento ou troca de favor, mas conquista do mais produtivo e presto, daquele que procura aperfeiçoar-se tecnicamente em prol da judicatura e por um serviço público de qualidade.

Porém, com a experiência de quem enfrentou duas vezes as agruras de um procedimento para aferir mérito de magistrados nos moldes deste que possuímos no Brasil, asseguro que as etapas são desagregadoras e destroem nossas vidas como também a vida daqueles que nos são mais próximos. Todos sofrem, e, no fim, nenhum de nós é o mesmo ser humano que era no início do certame de maneira que melhor seria existir apenas o critério de antiguidade ou se pretenderem outro mais, pensemos alternativamente no critério de provas e títulos, mais adequado para avaliar a capacidade técnica de juízes concorrentes.

Enalteço a postura e o elevado grau de capacidade de todos os candidatos. Todos eles, sem exceção, magistrados competentes, provenientes do primeiro concurso realizado neste rincão, com uma bagagem invejável de serviços prestados que possibilitou a construção da nossa Justiça como ela é, além do reconhecimento de melhor tribunal dentre os pequenos tribunais do País.

Em nome de todos exalto especificamente o Juiz Dr. Rommel Araújo de Oliveira, dileto parceiro de guerras vencidas, combatente impávido e imbatível. A ti, meu irmão, a mim e a nós dois enfim, que também temos filhas e esposas que nos viam sofrer e sofriam conosco caladas, sem nada poder fazer em nosso favor, resta o gosto da glória, que eu sei que tú sentes, porque eu também sinto, aquela sensação de que é preferível vinte e cinco anos de luta contra abuso e opressão do poder ao invés de uma vida confortável propiciada aqueles que não ousam desafiar o sistema. O caminho para juízes como nós dois é muito mais árduo e difícil, mas, o que fazer se somos da geração coca-cola, Rommel, uma geração que fez e faz revolução sem armas.

Dr Rommel assistindo a posse de Lages

Resta os agradecimentos e o faço em primeiro lugar aos Desembargadores Avaliadores, que, enfim, fizeram prevalecer a objetividade preconizada pela norma do CNJ. Não vou decepcioná-los e tenho a plena convicção de que o perfil de magistrado independente e contra majoritário, que construí ao longo do tempo chega para somar à respeitabilidade que este tribunal de justiça goza em nossa sociedade.

Agradeço ao Presidente Carlos Tork pela sensatez com que concluiu este certame, assegurando, inclusive, prazo para recursos com todos os seus consectários aos concorrentes derrotados.

Quero de público registrar meus profundos agradecimentos a todos que se juntaram a esta cruzada, a todos que acreditaram num projeto de mudança paradigmática, a todos que esperam que a justiça faça justiça deixando a política lá fora do tribunal para políticos cuidarem dela.

Agradeço a minha família, minha mulher, minhas filhas, minha mãe e irmãos, ora presentes, que são o esteio moral de minha existência, meu ninho confortável, a quem peço a compreensão para não me estender demais em citá-los porque senão é natural as lágrimas. Nessas cerimônias quando chegamos aos entes queridos choramos porque passa na cabeça toda a história de vida vivida juntos. Não quero e não vou chorar agora, porque não basta ser forte, tem de parecer forte diante do Estado de Direito.

Por fim, não por esquecimento, mas pelo grau de importância deixando por último os mais importantes, louvo a Deus neste momento, o Juiz Supremo, dizendo que quando a politicagem sobrepôs-se ao direito neste processo de escolha, o milagre operou-se e pude testemunhar o quanto somos pequenos e insignificantes diante da grandeza divina, de Jesus Cristo, de Nossa Senhora de Fátima e todos os arcanjos do céu. Eles propiciaram este momento e são eles que nos comandam.

Obrigado.