Recado dos leitores do blog deixados na caixinha de comentários. E pela “quali”da caixinha, o trânsito é o que mais tem incomodando a turma.

Alcilene, é necessário e urgente que a rua Odilardo Silva seja transformada em mão única, sentido Fab/Caramuru, no Beirol, como uma das saídas para desafogar o trânsito na Leopoldo Machado.  Outro ponto importante é colocar um sinal urgente na Pedro Lazarino com a Leopoldo Machado.
Saudações verdes.
Thomas Sanches.

Srs.Diretores da EMTU

Volto todas as noites de uma faculdade as proximidades da Lagoa e gostaria de solicitar-lhes uma PINTURA URGENTE, na ponte da Lagoa, pois a mesma já esta com a pintura bastante apagada e com o congestionamento temos pouca visibilidade.

O Sr. Prefeito devia se manifestar através do Blog com o seu canal de comunicação, nos mostrando que tem acompanhado nossos pedidos pois em alguns momentos temos visto o serviço ser aplicado, isso mostra sua coerência e respeito com o eleitor.

Vera Costa

Alô EMTU.
Não dá prá liberar o trânsito da Elizer Levy c/ a Feliciano Coelho?
Instala uma boa sinalização naquela esquina, com sinal luminoso de 3 tempo e vamos ver fluir o tráfego.
Quer mais? Faz uma rotatória no início da Rod. Duca Serra, com uma via de tráfego pelo lado Oeste do 34 BIS, saindo pela 13 de setembro, e vamos ver o tráfego fluir.
Quer mais? Aos poucos, vamos transformar as vias em mão única. O exemplo da Hamilton Silva não foi positivo?

JHC

Esse é do Hildemar Jorje Mauro.É grande mas vale a pena ler.

Parabéns pela iniciativa e também à direção da EMTU em procurar atender as sugestões.
Eis algumas:

1. Colocar (URGENTE) um semáforo no cruzamento da av. FAB com a rua Tiradentes. Há registro de inúmeros acidentes, alguns resultando em mortes;
2. Moralizar o trânsito na pista paralela ao igarapé das Pedrinhas, à altura da rodovia JK. Lá, carretas param para descarregar tijolos e outros materiais. Já está errado, mas o incrível vem depois. Caminhões param ao lado dessas carretas e recebem parte desses materiais. Praticamente a pista no sentido Santana/Macapá fica interditada. Um absurdo de anos!!!;
3. Moralizar o trânsito às proximidades da feira da rampa do Santa Ines. Outro absurdo que acontece há anos;
4. Proibir o estacionameno do lado direito da Av. Santos Dumont logo após a Padre Júlio, sentido Santa Rita/Buritizal. Um perigo iminente, de muitos anos;
5. Proibir, aliás, estacionamento do lado direito de todas as vias de mão única. Exceção àquelas em que há demarcação e sinalização nesse sentido(a minoria);
6. Fiscalizar o estacionamento próximo dos cruzamentos. As irregularidades são inúmeras;
7. Coibir filas duplas e filas triplas de veículos, uma amostra da cultura do desrespeito de muitos em Macapá;
8. Aumentar as faixas de pedestre. Não precisam ser curtas. Maiores, darão mais segurança aos pedestres;
9. Fazer campanhas educativas permanentes e sistemáticas;
10. Desocupar todas as calçadas em Macapá. Elas foram feitas SOMENTE para pedestres.
11. Organizá-las também. Há altura padrão para todas e distância certa até ao meio-fio;
11. Colocar duas lombadas em frente de cada estabelecimento de ensino. No meio delas a faixa de pedestre;
12. Treinar servidores e professores desses estabelecimentos quanto à segurança na travesssia de alunos e da comunidade em geral;
13. Inserir Macapá na campanha nacional  ” A cidade sem meu carro”;
14. Moralizar o trânsito de bicicletas, de motocicletas, de transporte de carga, de transporte de passageiros, de veículos em geral;
15. Modernizar o sistema de transporte coletivo em Macapá. O atual é ultrapassado, oneroso, deficiente e atende mal à população. Só trazer ônibus novos não adianta. Há muito mais a fazer;
16. Revisar todas as carteiras de habilitação expedidas no Estdo desde a sua instalação;
17. Fiscalização sistemática do trânsito, incluindo as entradas e saídas da cidade, até e principlmente aos finais de semana quando há maiores excessos;
18. Fiscalização do cumprimento do horário de funcionamento de bares, restaurantes, boates e similares;
19. Coibir a venda de bebidas alcóolicas a menores de idade;
20. Repasse e a aplicação das verbas específicas para o trânsito (pavimentação, sinalização, educação e fiscalização);
21. Ordenamento das vias públicas, gArantindo acessibilidade e mobilidade, com medição e delimitação dos espaços físicos (faixas de rolamento, acostamento, canteiro central, ciclovias ou ciclofaixas, meio fio e sarjeta);
22.Utilização de todos os recursos legais possiveis para a melhoria do trânsito: sinalizações horizontal, vertical, sonora e semafórica; colocação de lombadas, redutores de velocidade, tachões, entre outros);
23. Segurança para pedestres com a construção de canteiros centrais e “ilhas” nas vias públicas, e, ainda, faixas para pedestres com largura mínima de tres metros nos cruzamentos dos chmados pontos críticos e próximos à grande aglomeração.

Estas são algumas das alternativas propostas no meu projeto EM DEFESA DA VIDA  PAZ NO TRÂNSITO, de 20 de março de 2007, que já fiz chegar às mãos do governador do Estado, do prefeito de Macapá, do Ministério Público Estadual e da Justiça Federal. É uma proposta para discussão, melhoramento e ação. Muita coisa já poderia ter sido feita. Muito sofrimento poderia ter sido poupado, muitas mortes evitadas.

Providências urgentes têm que ser tomadas, pois as perspectivas, a continuar o quadro atual, são trágicas. Ninguém, em sã consciência, quer isso.

Como estudioso do assunto sempre estou à disposição para ajudar.

Um abraço fraterno

Hildemar Jorge Mauro

Diretor de Engenharia de Tráfego da EMTU, Andrey Rego, mostra que como gestor de serviços públicos, está antenado com as novas mídias e com a utilização delas pela comunidade e também deixa um recado no blog.

Bom dia! Venho parabenizá-los pelas considerações relacionadas ao trânsito que compete a “EMTU” e dentro do possível responder as vossas solicitações e dúvidas

Andrey Dias do Rêgo
Chefe Deptº Engenharia de Tráfego
Portaria nº 034/2007 – PMM