Boca de Siri e Caraminguás

Ninguém fala mais lá pela Assembléia Legislativa em aprovar o projeto do empréstimo de 980 milhões que o governo do estado quer fazer e precisa de autorização da AL.

Em contrapartida e harmonicamente, caiu menos caraminguás na conta da AL.

  • Esse negócio de Empréstimo do BNDES,é uma forma que o governo encontrou para encobrir os desmandos e justificar o porque ele não fez nada em 7 anos.O Estado do Pará,através da governadora Ana Júlia(PT),está desde 2008,tentando tomar emprestado do BNDES, R$ 420 milhões e até agora não conseguiu, “álvara” o Amapá falido,conseguir R$ 980 milhões.Isso é tudo enganação,como tudo que parte de um governo incompetente,descompromissado e corrupto.

  • Avisem p/ele (governador),que eu tô com 01 salário minimo p/sustentar a familia(09 pessoas) por 01 mes,mas se ele quiser eu empresto c/juros bem baixinhos….xiiiiuuuuuu….kkkkkk

  • O Jorge aprova, o Pedro Paulo utiliza o dinheiro no ano que vem e pronto. Tá garantida a candidatura dele, matando a do próprio Jorge que já nasceu quase morta. Agora, o PP ganhar é outro papo. Nem com muito dinheiro.

  • O Governo Federal, através de projetos dos paralamentares daqui, além do próprio PAC, dispõe de milhões para investimento no Estado do Amapá, ocorre que a incompetência do Waldez e sua equipe é tanta em elaborar projetos de execução dentro da lei, bem como as barreiras impostas pelo MPF e PF dificultando qualquer tentativa de fraude nas licitações da aplicação desses recursos, é que tem motivado insessantemente, diria até que desesperadamente, essa corja de corruptos buscarem o propalado empréstimo de R$ 980.000.000,00, visto que, segundo a ótica dos corruptos, de posse desses recursos, teoricamente seria mais fácil desvia-lo visando alcançar o intento da equipe de homens probos desse desgoverno, que todos sabem qual é, ou seja, endividar ainda mais o já combalido Estado do Amapá em detrimento do projeto político eleitoreiro de poucos que comandam essa provincia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *