Da coluna do Paulo Silva, em A Gazeta

Contratos administrativos
Desembarcou ontem pela manhã na Assembleia Legislativa, com pedido de urgência para votação, o projeto de lei que garante 2.500 contratos temporários no governo do Estado. O governador Camilo diz ter como pagar os que já estão trabalhando, desde que os deputados aprovem o projeto até amanhã. Foi suprimida do texto a exigência de processo seletivo, pois inviabilizaria quem já está no trabalho.