PT do Meio do Mundo

PT e PSB estão se separando em vários estados do Brasil.

A nota deselegante do PT, não reconhecendo uma terceira via para a disputa de 2014, irritou os caciques do PSB, principalmente o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, que é candidato a presidente.

Na terça-feira, o PSB do Rio Grande do Sul, entregou secretarias e presidências de estatais que ocupava no governo de Tarso Genro. Abrindo mão de uma antiga aliança na política gaúcha.

No Amapá, a vice-governadora Dora Nascimento, que é membro do Diretório Nacional do Partido, diz que já recebeu sinalização da Direção Nacional, para que aqui a aliança com o PSB continue. E afirma que seu grupo vai defender a aliança com o PSB e o apoio a reeleição de Camilo Capiberibe.

Dora diz ainda que seu nome estará a disposição do partido e da aliança para continuar na chapa como vice, disputar outra vaga, ou até não disputar. Vai depender do que for melhor para a coligação. Dora gostaria de ver PSB, PT e PSOL juntos na mesma chapa nas eleições de 2014.

 

Dora-FAB_2823

Marcivânia quer o PT longe do PSB

Já a professora Marcivânia, que foi candidata a prefeita de Santana nas últimas eleições pela poligação PT-PSB, “descascou” contra o PSB e contra o governo de Camilo Capiberibe, em entrevista ao Programa de rádio Tribuna da Cidade.

Veja trechos da entrevista:

“É um governo centralizador. O PT não participa das decisões. O PT está indo a reboque , sem influenciar nos rumos do governo”.

“ Na época da campanha ele disse que dinheiro tinha e faltava gestão e vemos o endividamento do Estado por 20 anos, que a Educação não avançou e a Saúde piorou, sem falar na falta de assistência social. O pouco que tem sido feito é a execução  dos programas federais do PT”.

“Nós acreditamos que a mudança viria, para a nossa categoria e para o nosso Estado. Infelizmente temos essa realidade que vemos aí. Queria pedir desculpas aos meus colegas professores. Nos envolvemos acreditando”.

Marcivania

 

  • Andando pelas padarias, mercado central, bares, Curiau, interior, fazendinha aos domingos, balcao do Nortes das Aguas, Red Bar em Santana, no Rodes Bar onde eu toco a sentimento é só um: os dias do PSB no Governo estão contados até 2014, tem lugares q se vc falar o nome do Governador é capaz até de vc apanhar…enfim..é só a voz rouca das ruas se manifestando, mais isto esta presente nas redes sociais, midias etc..a pergunta que fica é: o PT do Amapá não tem que obedecer as diretrizes da nacional? o PSB já rompeu com o PT em tudo quanto é estado, ou sera que o nosso pequeno Amapá sera ignorado como sempre foi?

    • Venilton, vc nunca tocou no famoso “Bar da Lora”? (brincadeira).
      Mas olha, sua pergunta tem resposta: – o estado do Amapá não é Brasil. Então é por isso que vai ficar a amizade PSB e PT.
      Bom final de semana e dias melhores virão.

    • Pura verdade Vanilton Leal, o pessoal só defende o governador em espaços virtuais como esses aki. Façam o teste de defende-lo em qualquer outro lugar público. Fica a dica. Quanto ao PT amapá, seus dirigentes são da espécie sus domésticus. O q lhes for servido é aceito.

    • Venilton o seu tempo já passou, agora é tempo da galera de novas idéias.
      Você toca e público finge que escuta.

  • Eu prefiro eleger o camilo de novo governador que colocar essas raposas velhas que desviaram mais de um bilhão de reais dos cofres publicos se hoje não se tem investimentos na educação e saúde e assistência social a culpa não é do camilo e sim dessa harmonia

  • A Marcivânia me surpreendeu. A ví no aeroporto se escondendo das pessoas. Não fala com ninguém. Pior: colegas de trabalho ela faz de conta que não vê. Mas quando chegar as próximas eleições ela se transformará na miss simpatia.

  • Para se ter uma idéia do desespero dos contras, basta dar uma olhada na capa do jornaleco Tribuna Amapaense de 20 de setembro, onde um Photoshop muito mal feito mostra pintos e cadeiras vazias durante a fala do Governador Camilo. Depois vão reclamar de perseguição, quando a Justiça mandar pagar indenização por danos morais e calúnias.
    É por essas e outras que eu ainda prefiro o Camilo.

  • amigo Nico pra quem já tocou no Lapinha em belém 2 anos, encaro qualquer parada, afinal o músico tem que ser profissional e ter repertório eclético que defina qualquer situação, ainda não toquei no Bar da Lora mais sempre vou lá tomar uma cerveja e dar um “dizimo” pras ilustres operarias que lá estão..Qualquer dia desses vou levar meu teclado lá e tocar uns bregas antológicos do Ted Max e Mauro Cota.abs

  • Vocês acham que o PT vai largar o osso? O PT do Amapá não tem ideologia e nem dignidade. O PT é a soma de várias facções que se unem quando o assunto é cargo comissionado. O Camilo não precisa do PT para se reeleger. Aliás, o PT, com a sujeira do mensalão e denúncias de corrupção de norte a sul e leste a oeste, pode até prejudicar o Camilo.

  • Coitada da Marcivânia, foi mordida pela mosca azul.
    Olha minha querida, você tem que pedir desculpa é para o povo de Santana que acreditou em você.
    Pense nesta situação.
    O movimento dos professores foi orquestrado pelo PDT de Marilia Góes e companhia.
    Os professores como sempre despreparados cairam nesta armadilha do piso salarial, olhe que na contabilidade de vitórias do PDT está a greve dos professores.
    Tire o cavalo da chuva, que o movimento teve organização do PDT e não do PT e do PSOL, estes entraram de gaiato no navio do Marilia Góes.

Deixe uma resposta para Rosario Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *