OIAPOQUE É LOGO ALI

Por Isan Oliveira – Advogado

Eu poderia falar somente de mais um belo município do Estado do Amapá, da ponte binacional e de outros atrativos locais na visão de quem nunca havia visitado antes, mas, como “marinheiro de primeira viagem” posso afirmar e faço questão, a viagem para Oiapoque via BR156 foi uma das mais tranquilas e agradáveis que já fiz e é digna de registro (só pra constar, já fui de Belém a Gramado-RS de carro, passando pelo litoral brasileiro). Na viagem à Oiapoque, eu e minha esposa Lia Santa Rosa, que já foi moradora do município e como tal sentiu na pele a luta que o povo de lá travava para se deslocar até Macapá, paramos por diversas vezes, não para tirar o carro de algum atoleiro ou trocar pneu furado em uma ponte velha, fizemos diversas paradas para contemplar belas paisagens, rios de águas limpas com suas pedras imponentes, igarapés virgens, corredeiras e os diversos vilarejos e aldeias indígenas que resistiram a tanta calamidade por muitos anos.

Boa parte da BR156, no trecho que vai de Calçoene a Oiapoque já está pavimentada e é bom que se diga, maquinas e homens trabalham, tanto no asfaltamento quanto na conservação do trecho onde o asfalto ainda não chegou, de domingo a domingo de modo que dignidade e desenvolvimento cheguem àquele povo que já viveu o isolamento por diversas vezes, graças ao descaso de governantes que tiveram a oportunidade de melhorar a vida daquela gente e não o fizeram. Agora é unânime entre os usuários da BR156 “nunca ela foi tão bem cuidada”.

Portanto, recomendo inclusive aos políticos que gostam de “caminhar na BR156” voltem lá! (dessa vez sem suas botas sete léguas), aos que não conhecem, façam uma viagem até Oiapoque e conheçam o que de melhor nosso Amapá tem a oferecer no decorrer do caminho, belezas naturais que podem ser contempladas até de dentro de um carro. #EuFiz

 

  • O desenvolvimento chega através de bons gestores que fazem a diferença.Eu acredito na gestão Camilo.O homem das “sandálias” deveria agradecer por não prescisar mais sujá-las na lama…hehe

  • Dr. Isan…Fiz esta viagem várias vezes desde quando trabalhei no Oiapoque, onde fui Promotor de Justiça no idos de 1991 e 1992. Nesta época sua esposa morava lá…me lembro bem. Tenho saudades deste canto do Brasil, com gente maravilhosa, povo ordeiro e hospitaleiro. Parabéns pelas belíssimas fotos. Peço autorização para salvá-las aqui juntamente com o texto. Abraços

  • Gosto de viajar pela BR e sei que ela se encontra em ótimas condições. Só de ver a foto já programei uma ida ao Oiapoque para rever lugares maravilhosos como a área indígena onde estive em Abril.

Deixe um comentário para humberto Moreira Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *