Museu Sacaca: programação marca 20 anos da Exposição a Céu aberto

Evento acontece de 5 a 8 de abril, com contação de histórias, soltura de quelônios, plantação de mudas de castanheiras, entre outras ações.

Soltura de quelônios, exposição de plantas medicinais, contação de histórias e plantação de mudas de castanheiras são apenas algumas das atrações da celebração de 20 anos da Exposição a Céu Aberto do Museu Sacaca. A programação inicia na terça-feira, 5 e segue até dia 8 de abril, das 9h às 17h,  com foco na valorização do modo de vida das comunidades tradicionais do estado, aproximando a sociedade das pesquisas realizadas pelo Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá (Iepa).

Construída com a participação da comunidade e inaugurada em 5 de abril de 2002, a Exposição a Céu Aberto é um espaço de histórias vivas que busca promover ações museológicas de pesquisa, de preservação e de comunicação do patrimônio cultural.

A programação é destinada ao público em geral e também inclui produção de alimentos como açaí e farinha, venda de artesanato, passeio no regatão, oficina de contenção de animais peçonhentos e atividades culturais.

“A celebração pretende ressaltar toda a riqueza e diversidade dos povos tradicionais indígenas, quilombolas, ribeirinhos, que são representados pelas nossas ambientações, além disso, ampliará os conhecimentos culturais e populares sobre essas comunidades”, conta a diretora do Museu Sacaca, Eliane Oliveira.

Confira a programação

Dia – 05/04/22 (Terça-feira)

  • Cerimônia de abertura da programação – 9:30h
  • Visitas mediadas – 09:00h – 17:00h
  • Exposição do Iepa – Zoologia – 09:00h – 17:00h
  • Exposição de Cocares Indígenas – 09:00h – 11:00h
  • Exposição de Fitoterápicos-Iepa – 09:00h – 11:00h
  • Banda de Música do Corpo de Bombeiro – 09h30
  • Grupo de Marabaixo – 10:00h
  • Batuque/Mazagão Velho – 10h30
  • Corte do Bolo– 11:00h
  • Passeio no Regatão – 9:00h – 17:00h
  • Exposição de Plantas Medicinais – 9:00h – 16:00h
  • Venda de Artesanato – 9:00h – 17:00h
  • Exposição: Arqueologia Sob Nossos Pés – 9:00h -16:00h
  • Sarau de Poesia – 15:00h
  • Contação de História – 15:00h
  • Fim de Tarde no Museu: Apresentação Musical Verônica dos Tambores – 17:00h
  • Exposição e Comercialização de Plantas Medicinais – 09h às 16:00h
  • Contação de História “BOTO” – 09:30h

06/04/22 (Quarta-feira)

  • Exposição de Cocares Indígenas – 09h às 11h
  • Exposição: Arqueologia Sob Nossos Pés – 09 às 16h
  • Passeio no Regatão – 9h às 17h
  • Exposição de Fitoterápicos- IEPA – 09h às 17:00h
  • Exposição e Venda e Artesanato – 9h às 17h
  • Dramatização do Curupira-Grupo Desclassificáveis – 15:30h
  • Toada- Cryscia – 16:30h
  • Visita Mediada – 9h às 17h
  • Exposição do IEPA – ZOOLOGIA – 9h às 17h
  • Passeio do Regatão – 9h às 11h

07/04/22 (Quinta-feira)

  • Exposição: Arqueologia Sob Nossos Pés – 09 às 16h
  • Exposição e Comercialização de Plantas Medicinais – 09hàs 16:00h
  • Apresentação de Capoeira – 09:30h
  • Exposição de Cocares Indígenas – 09h às 17:00h
  • Oficina de Contenção de Animais Peçonhentos – 10:00h e 15:30h
  • Dramatização Teatral Amadeu Lobato – 16:30H
  • Plantação de Muda de Castanheira – 15:00h
  • Cápsula do Tempo – 20 anos de Exposição a Céu Aberto – 15:30h
  • Visitas mediadas – 09h às 17:00h
  • Exposição do IEPA – ZOOLOGIA – 09h às 17:00h
  • Exposição de Cocares Indígenas – 09h às 17:00h
  • Exposição de Fitoterápicos- IEPA – 09h às 17:00h
  • Exposição e Comercialização de Plantas Medicinais – 09h às 16:00h
  • Exposição do IEPA – ZOOLOGIA – 09h às 17:00h

Dia 08/04/22 (Sexta-feira)

  • Ed. Ambiental- Soltura de Quelônios – 10:00h e 15:30h
  • Dança Indígena – 10:30h
  • Produção da Farinha – 10:00h e 15:30h
  • Produção do Açaí – 10:00h e 15:30h
  • Exposição e Comercialização – Castanha-Brasil – 10:00 às 16:00h
  • Dramatização do Parto Tradicional – 10:00h e 15:00h
  • Canto do Uirapauru – 11:00h e 14:30h
  • Marabaixo – 16:00h
  • Exposição de Orquídeas/SOAMOR – 10h às 16:00h
  • Cantata – 18:00h
  •  Show Cultural Verônica dos Tambores e Grupo Gente de Casa – 19:00h

https://amapa.gov.br/noticia/0104/museu-sacaca-programacao-marca-20-anos-da-exposicao-a-ceu-aberto-nbsp-

Museu Sacaca suspende visitações por 15 dias após servidores testarem positivo para covid-19 e influenza

Mais de 50% dos funcionários estão afastados. Atividades no museu estão suspensas até 1º de fevereiro.

Após servidores testarem positivo para a covid-19 e apresentarem sintomas gripais, o Museu Sacaca suspendeu, a partir desta terça-feira, 18, as visitações e demais atividades de recepção de público; a suspensão é válida por 15 dias, até 1º de fevereiro.

“Cerca de 50% dos nossos servidores apresentaram sintomas gripais e estão em tratamento domiciliar. Percebemos aumento dos casos positivos para a Covid-19 e a suspensão temporária das atividades serve para a proteção tanto do público, quanto da equipe”, explicou a diretora do Museu Sacaca, Eliane Oliveira.

A direção ressalta que o auditório do museu permanece funcionando durante o período de suspensão para as instituições e eventos que já estavam agendadas anteriormente, portanto, não interferindo no cronograma destas atividades.

https://www.portal.ap.gov.br/noticia/1801/museu-sacaca-suspende-visitacoes-por-15-dias-apos-servidores-testarem-positivo-para-covid-19-e-influenza

Confira a programação do Museu Sacaca em homenagem ao Dia da Consciência Negra

Evento acontece de 23 a 28 de novembro, com exposições de arte, apresentações musicais, e outras atrações.

Exposição de arte religiosa, exibição de documentários e apresentações culturais são algumas das atividades que o Governo do Amapá preparou em homenagem ao Dia da Consciência Negra. A programação acontece de 23 a 28 de novembro, na área de exposição do Museu Sacaca, em Macapá.

Veja aqui a programação completa

Quem participar do evento, poderá conferir atrações como a da artista Verônica dos Tambores, além de participar de oficinas de turbantes, tranças afro, vendas de artesanato, rodas de conversas e exposições. Também haverá o retorno do passeio no tradicional barco Regatão.

O dia da consciência negra é comemorado no sábado, 20 – a data foi instituída oficialmente pela Lei nº 12.519, de 10 de novembro de 2011 e faz referência à morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares.

A programação é intitulada “O Museu Sacaca Ressoa a Cultura Afro-Brasileira e a Miscigenação dos povos”, e busca reforçar a importância e a contribuição negra para a formação histórica e socioeconômica do Amapá.

A diretora do Museu Sacaca, Eliane Cavalcante, explica que o evento acontece anualmente, sendo um dos momentos mais esperados pela equipe técnica e comunidade em geral, pois o local possui grande representatividade e valorização da cultura negra amapaense.

“A programação foi preparada com muito carinho e o nosso sentimento é de orgulho em poder homenagear a cultura negra e nossos povos quilombolas. Teremos grandes apresentações culturais e convidamos toda a sociedade amapaense para prestigiar esse evento”, enfatiza a diretora.