Réveillon Beira Rio 2024: no fim de ano, rede hoteleira de Macapá registra ocupação três vezes maior do que em 2022

Programação, com mais de 60 atrações, incentiva o turismo e a economia da capital amapaense.

A programação do Réveillon Beira Rio 2024, com mais de 60 atrações, estimula o aumento do turismo em Macapá. De acordo com a  Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Amapá (Abih/AP), a ocupação da rede hoteleira na última semana de dezembro de 2023 é três vezes maior do que o percentual registrado no mesmo período de 2022.

O diretor de Planejamento da Secretaria Estado do Turismo (Setur), Gabriel Flores, detalha que o aumento é um indicativo de ampliação do turismo de eventos, o que contribui para o desenvolvimento econômico, social e cultural das regiões, gerando mais oportunidades de negócios para toda cadeia do trade turístico, com reflexos para o setor comercial e de serviços, de forma geral.

“Como os eventos são durante a noite, o visitante tem tempo livre durante o dia para poder realizar passeios em parques, compras, turismo gastronômico, visitar museus e comunidades quilombolas, ir a um balneário e uma infinidade de opções que  podem ser encontradas facilmente com menos de uma hora de deslocamento, dentro de nossa região metropolitana, possibilitando o fácil retorno para acompanhar a programação”, explicou Flores.

Atualmente, a ocupação das pousadas e hotéis da capital é de 53%. Para o presidente da associação, Ricardo Bueno, programações como o Réveillon Beira Rio 2024 são essenciais para incentivar o setor hoteleiro.

“Nos preparando melhor para esses eventos, conseguiremos atrair mais turistas para o estado e manter o rendimento dos negócios ao longo do ano. Além disso, a região tem muitos atrativos na culinária, paisagens naturais e monumentos históricos, temos tudo para crescer nesse setor, que pode gerar tantos empregos na sociedade”, disse Bueno.

A volta do Réveillon marca a presença do Amapá dentro do cenário de grandes eventos nacionais de fim de ano, além de movimentar a economia e as produções culturais locais. Segundo a Secretaria de Estado do Turismo (Setur) a expectativa é que, a cada R$ 1 investido, retorne de R$ 5 a R$ 7 para o estado.

Réveillon da Beira Rio 2024

O Réveillon da Beira Rio começa no sábado, 30, a partir das 18h, com apresentações na praia da Fazendinha e na Zona Norte de Macapá. O evento continua no domingo, 31, e na segunda-feira, 1º, das 19h em diante, no anfiteatro da Fortaleza de São José. Os três dias de celebração reúnem 60 atrações, sendo 10 nacionais.

A estrutura do Réveillon da Beira Rio traz um ambiente totalmente moderno, com palco, som e iluminação, garantidos pelo Governo do Estado. Os demais investimentos foram garantidos junto ao Ministério do Turismo e ao setor privado, com recursos garantidos por articulação do senador Davi Alcolumbre.

O retorno do Réveillon é o estabelecimento de uma nova marca para o Amapá, que se projeta no roteiro de grandes eventos nacionais do fim de ano, movimentando a economia, o turismo, a cultura e as produções locais. Segundo a Secretaria de Estado do Turismo (Setur) a expectativa é que, a cada R$ 1 investido, retorne de R$ 5 a R$ 7 para o estado.

Foto: Arquivo/Hotel Macapaba

Legenda: Eventos atraem visitantes para conhecer Macapá