“Estamos mostrando que defendemos a exploração offshore no Amapá, por uma empresa respeitada mundialmente, a Petrobras”, declara o presidente Josiel Alcolumbre, no evento internacional Bahia Oil & Gas Energy 2023


O evento na Bahia promove um ambiente de negócios setorial para apresentar produtos e serviços, bem como debater temas que promovam maior produtividade às atividades petrolíferas, aliadas aos desafios sociais e ambientais


O presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae no Amapá (CDE), Josiel Alcolumbre, e a diretora-superintendente do Sebrae, Alcilene Cavalcante, acompanhados do presidente da Fecomércio Amapá, Ladislau Monte e da assessora técnica do Sebrae, Isana Alencar, representam o estado no Bahia Oil & Gas Energy 2023, evento internacional realizado pelo Sebrae, Polo Sebrae Onshore e Petronor, discute o setor do petróleo e gás no mundo. A abertura ocorreu na manhã desta quarta (24), no Centro de Convenções de Salvador e segue até sexta-feira (26).

De acordo com o presidente do CDE/Sebrae/AP, Josiel Alcolumbre, o Amapá estava percebendo que estava em risco a exploração de petróleo na margem equatorial e imediatamente o Sebrae se mobilizou para defender, juntar as pontas, chamar as entidades empresariais e autoridades para defender e desmistificar o que fizeram do poço na foz do Amazonas.

“A localização de exploração do petróleo está a 540 km da foz do Rio Amazonas e a 174km da ponta do Cabo Orange. Estamos lá desde dezembro de 2022, com um navio de prospecção aguardando uma autorização do Ibama que até recentemente foi negada, mas todas as forças políticas do Amapá se mobilizaram, entre elas, bancada federal, bancada estadual, câmaras de vereadores dos 16 municípios do Amapá junto com as classes empresariais para que a gente possa provar ao Ibama que o Alvará de Autorização Sanitário (AAS) que estão pedindo agora, não é obrigação da Petrobrás fazer, quem deveria ter feito esse estudo, teria que ter sido feito há 10 anos quando leiloaram esses poços na margem equatorial”, enfatiza o presidente Josiel Alcolumbre.

Ele, agradece ao presidente da Federação do Comércio do Estado do Amapá, empresário Ladislao Monte, que acompanha a missão à Bahia, e informa que o Sebrae chamou as entidades empresariais, a Associação Comercial, todos aqueles que buscam o desenvolvimento do estado do Amapá, acreditando na exploração offshore de petróleo na margem equatorial, e que se iniciou um forte movimento com o apoio da diretoria executiva do Sebrae, representada pela superintendente, Alcilene Cavalcante, que  acompanha e é uma grande incentivadora do Projeto Petróleo na Foz do Amazonas.

Segundo a diretora-superintendente do Sebrae no Amapá, Alcilene Cavalcante, o tema  ganhou destaque no estado com a possibilidade de exploração de petróleo e gás na margem equatorial, faixa litorâneos que vai do Amapá ao Rio Grande Norte.

A diretora-superintendente do Sebrae, Alcilene Cavalcante, falou hoje pela manhã a uma plateia composta por dirigentes e técnicos dos Sebrae/UFs que exploram petróleo, que promovem missões empresariais de negócios e que fazem parte da cadeia produtiva, de vários estados do país, sobre o Amapá, as perspectivas sobre a exploração na costa marítima, a localização e sobre as oportunidades de negócios que podem ser gerados às Micro e Pequenas Empresas.

Sebrae no Amapá/Unidade de Marketing e Comunicação