No Senado, governador Clécio Luís destaca transformações proporcionadas pela Codevasf para o desenvolvimento do Amapá

Sessão especial no Plenário do Senado celebrou os 50 anos de criação da Codevasf

O governador Clécio Luís integrou nesta segunda-feira, 8, a sessão especial do Plenário do Senado, em Brasília, que celebrou os 50 anos da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). Aos parlamentares e convidados, o governador evidenciou os investimentos realizados no estado.

“Ao longo de três anos e meio, a gente vem experimentando as transformações que a Codevasf operou e tem operado no Amapá. São máquinas, equipamentos e obras que são fundamentais para desenvolver a vida nos municípios, sobretudo nos projetos de irrigação, projetos de infraestrutura, saneamento básico e arranjos produtivos locais”, descreveu Clécio Luís.

Responsável por articular a presença da Codevasf no Amapá e autor do requerimento que solicitou a sessão, o senador Davi Alcolumbre reforçou a atuação da Companhia na redução das desigualdades sociais e, principalmente, regionais.

“A Codevasf tem promovido desenvolvimento no Brasil e de forma muito especial no Amapá, se tornando um dos principais agentes da integração do nosso país. Somente alcançaremos uma redução das desigualdades a partir da promoção da segurança hídrica, da agricultura irrigada e da economia sustentável, valores que são perseguidos diariamente pela Codevasf”, afirmou o senador Davi.

Codevasf

Vinculada ao Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR), a Companhia é uma empresa pública de direito privado, criada por lei de 1974, para desenvolver as bacias hidrográficas de forma integrada e sustentável para reduzir as desigualdades sociais e regionais, por meio de projetos de segurança hídrica, agricultura irrigada e economia sustentável.

“São beneficiadas pessoas que têm tido a oportunidade de participar do crescimento do país e têm melhorado sua qualidade de vida, porque a presença da Codevasf tem sido fundamental no processo de desenvolvimento do Brasil”, opinou o ministro Waldez Góes, do MIDR.

Atualmente, a Codevasf tem atuação nos estados de Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins, além do Distrito Federal. São mais de 3 milhões de quilômetros quadrados, 36% do território nacional, em 2.678 municípios. Nestas regiões, o trabalho é realizado com instituições públicas e organizações sem fins lucrativos.

“Vamos continuar trabalhando para desenvolver cada vez mais as regiões mais pobres do país”, evidenciou Marcelo Moreira, diretor-presidente da Codevasf.

Também participaram da sessão o ministro do Turismo, Celso Sabino; o senador Randolfe Rodrigues (AP); o prefeito de Amapá, Carlos Sampaio; prefeita de Serra do Navio, Ana Paula Santos Souza; prefeito de Vitória do Jari, Ary Duarte; do prefeito de Tartarugalzinho, Bruno Mineiro; do deputado federal, Dorinaldo Malafaia; e dos deputados estaduais, Rodolfo Vale e Diogo Sênior.