Hemoap reforça chamado para doação de sangue antes do período de férias

Hemoap precisa de ao menos 100 doações diárias para garantir abastecimento dos hospitais do estado

Com a proximidade das férias escolares, muitas famílias de doadores aproveitam para viajar para outros estados, o que reflete na queda do número de doações de sangue. Para manter o estoque abastecido no mês de julho, o Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap) reforça a campanha Junho Vermelho, para estimular a doação voluntária de sangue.

De acordo com o Hemoap, são necessárias, no mínimo, 100 bolsas de sangue por dia para abastecer os hospitais em todo o estado. Historicamente, nos meses de janeiro, fevereiro e julho são contabilizadas menos doações, porque muitos doadores voluntários saem de férias e adiam o comparecimento ao banco de sangue.

“Um suprimento adequado de sangue só pode ser garantido através de doações regulares e voluntárias. A questão é que boa parte das doações é realizada pelos chamados doadores de reposição, que colaboram com pacientes que já estão internados na rede pública de saúde. No período de férias, o volume de voluntários cai, o que pode comprometer o atendimento dos hospitais que são abastecidos pelo nosso banco de sangue, por isso, reforçamos neste mês festivo, a importância da doação e estimulamos a sociedade em geral a vir até o Hemoap e se tornar um voluntário”, pontuou o diretor-presidente do Hemoap, Eldren Lage.

Atualmente o Hemoap tem 180 mil doadores cadastrados, mas somente 20 mil de repetição, que são aqueles doadores que frequentam de forma mais regular o instituto com até 3 doações anuais.

Junho Vermelho

O movimento Junho Vermelho tem como objetivo conscientizar sobre a importância de doar sangue com frequência. O principal é aumentar os números de doações voluntárias de sangue em todo o país, bem como, incentivar as pessoas a doarem regularmente e deixarem o legado de solidariedade e empatia através das gerações.

Quem pode doar?

A pessoa só é classificada como apta ou não a doação após uma triagem clínica que consiste num questionário sobre a saúde e vida do possível doador.

  • É necessário estar em boas condições de saúde;
  • Pesar acima de 50 kg;
  • Ter idade entre 16 e 69 anos;
  • Não ter apresentado sinais ou sintomas gripais nos últimos 14 dias e não ter testado positivo para Covid-19 nos últimos 10 dias;
  • Apresentar documento oficial;
  • Os menores de 18 anos necessitam de autorização dos responsáveis. O termo pode ser solicitado via WhatsApp do Hemoap: (96) 98811-0200;
  • Os intervalos para doação são de 60 dias para homens e 90 dias para mulheres.

Serviço

As doações de sangue podem ser realizadas na carreta do Hemoap, localizada em frente ao hemocentro, que fica na Avenida Raimundo Álvares da Costa, esquina com a Rua Jovino Dinoá, no Centro de Macapá.

 

Governo do Amapá oferece atendimentos da Carreta do Hemoap no Centro de Macapá

Unidade móvel permanece na Avenida Cruz, ao lado do Teatro das Bacabeiras até 7 de dezembro. É possível realizar a coleta de sangue e passar pela triagem.

O Governo do Estado oferece os atendimentos da unidade móvel do Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap) na Avenida Mário Cruz, no Centro de Macapá, próximo ao Teatro das Bacabeiras, até o dia 7 de dezembro, das 7h30 até às 11h.

Carreta do Hemoap conta com equipamentos e profissionais preparados para atender tanto quem já é doador, como quem vai doar sangue pela primeira vez, neste caso, é necessário passar pela triagem, realizada na própria unidade móvel. As bolsas de sangue coletadas são destinadas às unidades de saúde de todo o estado.

A chefe de captação do instituto, Elmira Melo, destaca que a ação busca incentivar mais pessoas a colaborarem com as doações, uma vez que o Hemoap encontra-se com o estoque crítico em duas tipagens sanguíneas: O + e  O-.

“Nós reforçamos sempre que uma bolsa de sangue salva até quatro vidas. Dependemos dos doadores para manter o estoque do Hemoap adequado, e a ampliação do centro de coleta desenvolve um papel fundamental nisso. É um serviço itinerante, que está cada vez mais perto da população”, pontua Elmira Melo, chefe de captação do Hemoap.

O universitário Caio Ferreira, de 21 anos, é doador de primeira viagem. Ele conta do nervosismo e como o atendimento prestado pela equipe possibilitou uma doação tranquila.

“Fiquei sabendo da carreta pelas redes sociais e resolvi procurar onde ela estava. Fui muito bem atendido por toda a equipe e estou muito feliz em poder ajudar alguém”, afirma Caio.

Com investimento de mais de R$ 2,4 milhões articulados pelo senador Davi Alcolumbre e contrapartida do Governo do Estado, a unidade móvel de coleta é uma alternativa para atingir um maior volume de doadores. Após 7 dezembro, a Carreta do Hemoap seguirá para outra localidade.

A estrutura do espaço conta com uma área de recepção, duas salas de triagem clínica, uma sala de triagem hematológica, além de sala de recuperação, copa, banheiro, e plataforma para pessoas com deficiência. O local também possui equipamentos especializados, que garantem a segurança e qualidade de todos os procedimentos realizados no local.

Quem pode doar?

A pessoa só é classificada como apta ou não a doação após uma triagem clínica que consiste num questionário sobre a saúde e vida do possível doador.

– É necessário estar em boas condições de saúde; pesar acima de 50 kg; ter idade entre 16 e 69 anos; não ter apresentado sinais ou sintomas gripais nos últimos 14 dias e não ter testado positivo para Covid-19 nos últimos 10 dias;

– No dia da doação, é necessário levar documento oficial com foto, CPF e comprovante de residência ou cartão do SUS;

– Os menores de 18 anos necessitam de autorização dos responsáveis. O termo de autorização pode ser solicitado via WhatsApp do Hemoap: (96) 98811-0200. A presença dos responsáveis é facultativa no dia da doação de sangue;

– Os intervalos para doação de sangue são de 60 dias para homens e 90 dias para mulheres.

Hemoap faz convocação urgente para doações de sangue do tipo O+ e O-

Doações podem ser feitas por comparecimento espontâneo e agendamento

O Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap) faz convocação urgente para doações de sangue das tipagens sanguíneas O+ e O-, grupos sanguíneos que correspondem à maior parcela da população do Amapá, que representam também a maior demanda.

Dados do instituto apontam que 180 mil doadores de sangue estão cadastrados, mas cerca de apenas 20 mil considerados “de repetição”, ou seja, que já doaram mais de uma vez. O número representa pouco mais de 11% do total de cadastrados do hemocentro.

Os tipos sanguíneos mais comuns no Amapá são A+ e O+. De acordo com a chefe de Captação e Orientação Social do Hemoap, Elmira Melo, por serem os mais comuns, consequentemente, também são os mais utilizados.

“Assim como temos mais doadores desse fator, também temos uma maior demanda dos hospitais por esses tipos de sangue e com frequência precisamos reforçar o estoque. Atualmente estamos com poucas bolsas desses tipos sanguíneos”, frisou Elmira.

O hemocentro reforça que se alguma pessoa tem dúvida sobre o seu tipo sanguíneo, pode ir doar normalmente que a equipe técnica se encarrega de realizar o exame laboratorial.

O sangue doado é utilizado em tratamentos de câncer, pacientes que realizam hemodiálise, acidentes graves com perda de sangue, vítimas de queimaduras, hemorragia durante o parto, pacientes com doenças hematológicas e cirurgias eletivas.

Para doar, é importante:

  • Pesar acima de 50 kg;
  • Ter idade entre 16 e 69 anos;
  • Estar em boas condições de saúde;
  • Não ter testado positivo para covid-19 nos últimos 10 dias e não ter apresentado sinais ou sintomas de gripes nos últimos 14 dias;
  • Pessoas de 16 e 17 anos precisam de autorização dos responsáveis por meio de um termo de consentimento oferecido no Hemoap;
  • É indispensável estar descansado e bem alimentado antes de realizar a doação;
  • Os intervalos de tempo para doação de sangue são de 2 meses para homens e 3 meses para mulheres.

Etapas da doação

  • Começa com o cadastro dos dados de identificação e a apresentação de um documento original com foto, na recepção;
  • Ao término do cadastro, você fará a triagem técnica. Com a verificação do peso, pressão arterial, temperatura. Além disso, é feito o teste de anemia;
  • Na triagem clínica, o doador passa por uma entrevista individual na qual seu histórico médico, seus hábitos e suas condições de saúde são verificados e anotados num questionário. Não é permitida a presença de acompanhantes.;
  • Se você tiver apto, após a triagem clínica você irá para a coleta. Uma veia de um dos braços é puncionada e um volume de 400ml a 450ml é coletado numa bolsa;
  • Mais 40ml de sangue são coletados para execução dos testes laboratoriais de tipagem sanguínea e para doenças infecciosas transmissíveis por transfusão. Após 20 dias você pode solicitar seus exames na recepção;
  • Finalizada a coleta, o doador é encaminhado à sala do lanche para se alimentar.

Serviço

As doações de sangue podem ser realizadas por comparecimento espontâneo ou agendamento telefônico.

Endereço: Avenida Raimundo Álvares da Costa, esquina com a rua Jovino Dinoá, Centro
Horário: 7h30 às 12h30
Contato: (96) 98811-0200

Campanha ‘Folião Cidadão’ busca incentivar doação de sangue para manter estoque do Hemoap no Carnaval

A meta do instituto é conseguir 60 doações diárias até dia 17 de fevereiro.


Conseguir mais doadores e manter o estoque de sangue para o carnaval. Essa é a meta do Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap) com a campanha Folião Cidadão – Celebrando a vida além da avenida, lançada nesta quinta-feira, 9. A ação tem como meta 60 doações diárias e abastecer o hemocentro para o período carnavalesco.

A campanha ocorre no período de 9 a 17 de fevereiro, das 8h até as 12h no Hemoap. Podem doar pessoas a partir de 16 anos, que tenham mais de 50kg, estejam saudáveis e sem diagnósticos de gripe ou covid-19 nos últimos 30 dias.

De acordo com a direção do hemocentro, as tipagens sanguíneas mais comuns são O+ e A+, por isso a importância de pessoas com os tipos mais raros como A- B- e AB- buscarem o Hemoap para realizar a doação.

“Estamos buscando doadores com todos os tipos sanguíneos. Nosso objetivo é manter o estoque para o período do carnaval aonde, devido acidentes e imprudência no trânsito, a demanda por bolsas de sangue é dobrada”, destacou o diretor-presidente do Hemoap, Eldren Lage.

O ato de doar sangue é tão importante que existe a Lei nº 1075/1950, que concede uma folga remunerada por ano a todo o trabalhador que doar sangue no mesmo dia. Além disso, uma bolsa de sangue pode salvar até 4 vidas e trazer esperança a pacientes que aguardam cirurgias.

O professor de sociologia Paulo Sergio de Oliveira, de 59 anos, é doador de sangue há 42 anos. Ele conta que começou a doar sangue aos 17 anos quando ainda morava em outro estado, e no Amapá já doa há 29 anos. Para ele, esse é um momento especial.

“Eu acho lindo doar e nem saber para quem vai o sangue. É ter muita empatia e amor com o próximo. É um ato de amor que sai de você e salva outras pessoas”, explicou o doador.

Hemoap convoca urgentemente doadores voluntários de todas as tipagens sanguíneas

A maior necessidade é abastecer as unidades hospitalares com o tipo sanguíneo O+.

Com baixa no estoque, o Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap) convoca os doadores voluntários, em especial aqueles com tipagem sanguínea O+, para fortalecer o banco de sangue do hemocentro.

Atualmente, 89 mil amapaenses são fidelizados aos Hemoap e já doaram sangue mais de uma vez. A média diária de doadores voluntários aptos é de apenas 54 pessoas, mas o fluxo diário e constante ideal é de, no mínimo, 87 doadores voluntários aptos, de acordo com os critérios de doação de sangue.

Em geral, uma bolsa de sangue pode ajudar a salvar até 4 vidas. Isso significa que, se o voluntário doar a cada 3 meses, pode ajudar a manter até 12 pessoas vivas.

“É importante relembrar que o Hemoap é responsável pelo abastecimento de todas as unidades hospitalares públicas e particulares do Amapá, e que um voluntário pode ajudar até 4 pessoas, por isso, reforçamos que quem quiser e puder doar, é muito bem-vindo no hemocentro”, afirmou a chefe do serviço de captação e orientação social do Hemoap (SCOS), Elmira Melo.

Cuidados antes e após doação de sangue:

Não é possível doar sangue em jejum, por isso, antes de realizar a doação, é fundamental consumir alimentos leves;
A recomendação é de que alimentos gordurosos sejam evitados;
Evite esforços físicos exagerados por, no mínimo, 12 horas após a doação de sangue;
É indicado que a pessoa não fume por cerca de 2 horas e evite bebidas alcoólicas por até 12 horas após a doação de sangue;
Após doar sangue, é indicado fazer um pequeno lanche;
Antes e depois de doar sangue, hidrate-se.
Critérios básicos para realizar doação de sangue:

É necessário pesar acima de 50 kg; ter idade entre 16 e 69 anos e estar em boas condições de saúde;
É indispensável estar descansado e bem alimentado antes de realizar a doação;
Os intervalos de tempo para doação de sangue são de 2 meses para homens e 3 meses para mulheres.
Acesso ao serviço:
O Hemoap fica na avenida Raimundo Álvares da Costa, esquina com a rua Jovino Dinoá. O funcionamento é pela manhã, entre 7h30 e 12h30.
As doações de sangue podem ser realizadas por comparecimento espontâneo ou solicitadas através de agendamento via WhatsApp ((96) 98811-0200.

https://www.portal.ap.gov.br/noticia/2004/hemoap-convoca-urgentemente-doadores-voluntarios-de-todas-as-tipagens-sanguineas

Hemoap: campanha de doação de sangue busca mobilizar servidores públicos do Estado

Ação “servidor público em defesa da vida” ocorre de 17 a 31 de janeiro.

Para ajudar a reforçar o estoque de sangue, o Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap) lança, nesta segunda-feira, 17, a campanha “Servidor público em defesa da vida”, que segue até o dia 31 de janeiro.

O foco da campanha é mobilizar os servidores públicos do estado a ingressarem como doadores voluntários e fidelizados do hemocentro.

“O nosso chamado é para que aqueles servidores que se enquadram nos critérios de doação de sangue compareçam à instituição para nos ajudar a fortalecer a nossa rede de doadores e o nosso estoque de sangue”,reforçou a chefe do Serviço de Captação e Orientação Social do Hemoap (SCOS), Elmira Melo.

O Hemoap é responsável por abastecer todas as unidades hospitalares públicas e particulares do Amapá e, atualmente, está com estoque crítico para todas as tipagens sanguíneas.

Critérios para doar sangue:

  • Pesar acima de 50 kg;
  • Ter idade entre 16 e 69 anos;
  • Estar em boas condições de saúde;
  • Não ter testado positivo para covid-19 nos últimos 30 dias;
  • Não ter apresentado sinais ou sintomas de gripes nos últimos 14 dias;
  • É importante estar descansado e bem alimentado antes de realizar a doação. Os intervalos de tempo para doação de sangue são de 60 dias para homens e 90 dias para mulheres.

https://www.portal.ap.gov.br/noticia/1701/hemoap-campanha-de-doacao-de-sangue-busca-mobilizar-servidores-publicos-do-estado

Hemoap convoca voluntários de todas as tipagens sanguíneas para doação de sangue

Urgência é para abastecer as unidades hospitalares do Estado com as tipagens O+, O- e AB+

Devido a baixa no estoque, o Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap) está convocando os doadores de todas as tripagens sanguíneas, sobretudo, os doadores voluntários com sangue tipo O+, O- e AB+. O Hemoap abastece todas as unidades hospitalares públicas e privadas do Estado.

A diretora do Hemoap, Ruimarisa Martins, reforça que para manter o estoque sempre adequado, é necessário um fluxo diário e constante de, no mínimo, 87 doadores voluntários aptos, de acordo com os critérios de doação de sangue.

O Hemoap está sempre de portas abertas para quem puder e quiser doar. Precisamos disseminar a importância da doação de sangue e fortalecer a informação de que cada bolsa de sangue pode salvar até 4 vidas”, completou.

Critérios para doar sangue:

– Pesar acima de 50 kg;

– Ter idade entre 16 e 69 anos;

– Estar em boas condições de saúde;

– Não ter testado positivo para Covid-19 nos últimos 30 dias;

– Não ter apresentado sinais ou sintomas de gripes nos últimos 14 dias;

– É indispensável estar descansado e bem alimentado antes da doação.

Endereço e funcionamento:

Avenida Raimundo Álvares da Costa, esquina com a rua Jovino Dinoá. O funcionamento é pela manhã, entre 7h30 e 12h30. As doações podem ser feitas por comparecimento espontâneo ou agendamento através Whatsapp (96) 98811-0200.

https://www.portal.ap.gov.br/noticia/1011/hemoap-convoca-voluntarios-de-todas-as-tipagens-sanguineas-para-doacao-de-sangue